Ciência e Tecnologia

Inpa comemora os 23 anos do Bosque da Ciência com programação especial

Serão diversas atividades entre lançamento de obras, tirolesa e visitas guiadas no período de 24 a 29 de abril


Para comemorar os 23 anos de aniversário do Bosque da Ciência (completados no dia 1º de abril) do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC) será realizada uma programação especial de terça-feira (24) a domingo (29). Na sexta-feira (27), acontecerá a primeira edição do ano do Projeto Circuito da Ciência.

A ideia da programação é oferecer aos visitantes experiências com a natureza e com as atrações do bosque, como a observação de peixes-bois, cotias, macacos, aves de várias espécies, árvore de 600 anos (Tanimbuca), Casa da Ciência, Lago Amazônico (quelônios, peixes), recinto dos jacarés e casa sustentável. Além de visitas guiadas pelo bosque e Centro de Estudos de Quelônios da Amazônia (Cequa), teatro, música, tirolesa, pinturas, charadas, painel de pegada hídrica, jogos educativos e uma seleção de voluntários para o Greenpeace.

   
Foto: Divulgação/Inpa
 
No domingo (29), no encerramento da programação destacam-se as atividades Um dia de Escoteiro no Bosque da Ciência, atividades práticas com tirolesa/falsa baiana, Visita Guiada e a participação dos visitantes na alimentação dos Jabutis e Tartarugas da Amazônia do Cequa.

“Queremos com essa programação de aniversário que a comunidade se sinta parte e importante nesse processo de popularização da ciência. Nos últimos anos, está ficando mais difícil desenvolver atividades científicas e educacionais para a sociedade, porque os recursos financeiros e humanos estão mais escassos e as ações exigem mais planejamento e dedicação”, disse o coordenador do Bosque da Ciência, Alexandre Buzaglo.

Para o pesquisador do Inpa, o botânico Cid Ferreira, que descobriu a Coccoloba, maior folha do mundo, a maioria dos visitantes, inclusive moradores de Manaus, quando adentra no bosque se surpreende com as riquezas naturais que esse importante fragmento florestal na zona urbana de Manaus possui. “De plantas são pelo menos 70 espécies arbóreas”, contou Ferreira que já tem mais de 30 anos de Inpa e colaborou com a identificação e introdução de espécies superiores no bosque.

A programação de aniversário do bosque conta com apoio de vários setores do Inpa, dos Escoteiros e parceiros do Bosque. Confira:
   
Foto: Divulgação/Inpa
 
História

O bosque fica na rua Bem-te-vi, s/nº, Petrópolis, zona Sul de Manaus. O espaço funciona de terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 16h (portaria), e sábado e domingo das 9h às 16h. A entrada custa R$ 5, mas crianças até 10 anos e idosos a partir de 60 anos não pagam, além das visitas de grupos escolares agendados. Interessados podem acessar http://abc-bosque.inpa.gov.br/.

Localizado em pleno centro urbano de Manaus, o Bosque da Ciência no decorrer dos anos tornou-se também uma opção de lazer e turismo de natureza. O espaço de 13 hectares (equivalente a 13 campos de futebol) tem uma variedade representativa de elementos da Amazônia (fauna e flora) e da cultura da região, por meio da exposição permanente da Casa da Ciência, das atividades no Paiol da Cultura e das várias etnias que expõem artesanatos na Maloca Indígena.

O Bosque da Ciência recebe, por ano, cerca de 120 mil visitantes, mais da metade formada pelo público infantil, estudantes de escolas agendadas e outros públicos que possuem entrada gratuita. Em 2014, o espaço ficou em terceiro lugar entre os dez melhores zoológicos e aquários do Brasil e o sétimo na lista dos 25 da América do Sul no Prêmio Travellers’ Choice, da TripAdvisor.

Ciência e Tecnologia

Home > Noticias > null

Inpa comemora os 23 anos do Bosque da Ciência com programação especial

Serão diversas atividades entre lançamento de obras, tirolesa e visitas guiadas no período de 24 a 29 de abril

Redação

jornalismo@portalamazonia.com


Para comemorar os 23 anos de aniversário do Bosque da Ciência (completados no dia 1º de abril) do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC) será realizada uma programação especial de terça-feira (24) a domingo (29). Na sexta-feira (27), acontecerá a primeira edição do ano do Projeto Circuito da Ciência.

A ideia da programação é oferecer aos visitantes experiências com a natureza e com as atrações do bosque, como a observação de peixes-bois, cotias, macacos, aves de várias espécies, árvore de 600 anos (Tanimbuca), Casa da Ciência, Lago Amazônico (quelônios, peixes), recinto dos jacarés e casa sustentável. Além de visitas guiadas pelo bosque e Centro de Estudos de Quelônios da Amazônia (Cequa), teatro, música, tirolesa, pinturas, charadas, painel de pegada hídrica, jogos educativos e uma seleção de voluntários para o Greenpeace.

   
Foto: Divulgação/Inpa
 
No domingo (29), no encerramento da programação destacam-se as atividades Um dia de Escoteiro no Bosque da Ciência, atividades práticas com tirolesa/falsa baiana, Visita Guiada e a participação dos visitantes na alimentação dos Jabutis e Tartarugas da Amazônia do Cequa.

“Queremos com essa programação de aniversário que a comunidade se sinta parte e importante nesse processo de popularização da ciência. Nos últimos anos, está ficando mais difícil desenvolver atividades científicas e educacionais para a sociedade, porque os recursos financeiros e humanos estão mais escassos e as ações exigem mais planejamento e dedicação”, disse o coordenador do Bosque da Ciência, Alexandre Buzaglo.

Para o pesquisador do Inpa, o botânico Cid Ferreira, que descobriu a Coccoloba, maior folha do mundo, a maioria dos visitantes, inclusive moradores de Manaus, quando adentra no bosque se surpreende com as riquezas naturais que esse importante fragmento florestal na zona urbana de Manaus possui. “De plantas são pelo menos 70 espécies arbóreas”, contou Ferreira que já tem mais de 30 anos de Inpa e colaborou com a identificação e introdução de espécies superiores no bosque.

A programação de aniversário do bosque conta com apoio de vários setores do Inpa, dos Escoteiros e parceiros do Bosque. Confira:
   
Foto: Divulgação/Inpa
 
História

O bosque fica na rua Bem-te-vi, s/nº, Petrópolis, zona Sul de Manaus. O espaço funciona de terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 16h (portaria), e sábado e domingo das 9h às 16h. A entrada custa R$ 5, mas crianças até 10 anos e idosos a partir de 60 anos não pagam, além das visitas de grupos escolares agendados. Interessados podem acessar http://abc-bosque.inpa.gov.br/.

Localizado em pleno centro urbano de Manaus, o Bosque da Ciência no decorrer dos anos tornou-se também uma opção de lazer e turismo de natureza. O espaço de 13 hectares (equivalente a 13 campos de futebol) tem uma variedade representativa de elementos da Amazônia (fauna e flora) e da cultura da região, por meio da exposição permanente da Casa da Ciência, das atividades no Paiol da Cultura e das várias etnias que expõem artesanatos na Maloca Indígena.

O Bosque da Ciência recebe, por ano, cerca de 120 mil visitantes, mais da metade formada pelo público infantil, estudantes de escolas agendadas e outros públicos que possuem entrada gratuita. Em 2014, o espaço ficou em terceiro lugar entre os dez melhores zoológicos e aquários do Brasil e o sétimo na lista dos 25 da América do Sul no Prêmio Travellers’ Choice, da TripAdvisor.

TAG InpaBosque da Ciênciaaniversario