Publicidade

Cidades

Inclusão de pessoas com deficiência é pauta do 18° Congresso de Gente e Gestão

Evento contará com a presença de Carolina Ignarra, vencedora do prêmio Veja-se, e Tabata Contri, primeira atriz cadeirante a fazer novela no Brasil


A vencedora do prêmio Veja-se (Revista VEJA) na categoria melhor profissional de diversidade 2018, Carolina Ignarra, juntamente com a primeira atriz cadeirante a fazer novela no Brasil, Tabata Contri, debaterão a inclusão de pessoas com deficiência, partindo da obrigatoriedade até a estratégia, no 18° Congresso de Gente e Gestão da ABRH-AM, que acontecerá dias 18 e 19 de junho, das 08h às 20h, no Centro de Convenções Vasco Vasques.

 

Pela primeira vez em Manaus, as palestrantes falarão sobre o avanço nos programas de inclusão de profissionais com deficiência e esclarecerão os motivos da existência da Lei de Cotas.

 

Evento contará com a presença de Carolina Ignarra, vencedora do prêmio Veja-se, e Tabata Contri, primeira atriz cadeirante a fazer novela no Brasil. Fotos: Divulgação

“Essas contratações devem ser entendidas como estratégias, que podem gerar resultados e não mais como simples cumprimento de cotas. Entendendo que a diversidade é aliada da inovação e do aumento de receitas nos negócios”, afirma Ignarra.

 

Segundo as palestrantes, elas deixarão a mensagem que a diversidade é um fato e inclusão uma escolha, ou seja, pessoa diversas já existem, incentivar suas diferenças e incluí-las precisa de atitudes e ações afirmativas.

 

A edição 2019 ainda conta com outras 9 palestras magnas e mais 30 palestras simultâneas. As inscrições já estão no último lote e podem ser adquiridas pelo https://doity.com.br/congressoabrham2019 ou (92) 3238-5386. 

 

Serviço

 

O que: 18° Congresso de Gente e Gestão da ABRH-AM

Data: 18 e 19 de junho de 2019

Horário: 8:00 às 20:00

Local: Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques

Inscrições: https://doity.com.br/congressoabrham2019 ou (92) 3238-5386

Mais informações: www.abrham.org.br

 

 

 


Cidades

Home > Noticias > null

Inclusão de pessoas com deficiência é pauta do 18° Congresso de Gente e Gestão

Evento contará com a presença de Carolina Ignarra, vencedora do prêmio Veja-se, e Tabata Contri, primeira atriz cadeirante a fazer novela no Brasil

Redação

jornalismo@portalamazonia.com


A vencedora do prêmio Veja-se (Revista VEJA) na categoria melhor profissional de diversidade 2018, Carolina Ignarra, juntamente com a primeira atriz cadeirante a fazer novela no Brasil, Tabata Contri, debaterão a inclusão de pessoas com deficiência, partindo da obrigatoriedade até a estratégia, no 18° Congresso de Gente e Gestão da ABRH-AM, que acontecerá dias 18 e 19 de junho, das 08h às 20h, no Centro de Convenções Vasco Vasques.

 

Pela primeira vez em Manaus, as palestrantes falarão sobre o avanço nos programas de inclusão de profissionais com deficiência e esclarecerão os motivos da existência da Lei de Cotas.

 

Evento contará com a presença de Carolina Ignarra, vencedora do prêmio Veja-se, e Tabata Contri, primeira atriz cadeirante a fazer novela no Brasil. Fotos: Divulgação

“Essas contratações devem ser entendidas como estratégias, que podem gerar resultados e não mais como simples cumprimento de cotas. Entendendo que a diversidade é aliada da inovação e do aumento de receitas nos negócios”, afirma Ignarra.

 

Segundo as palestrantes, elas deixarão a mensagem que a diversidade é um fato e inclusão uma escolha, ou seja, pessoa diversas já existem, incentivar suas diferenças e incluí-las precisa de atitudes e ações afirmativas.

 

A edição 2019 ainda conta com outras 9 palestras magnas e mais 30 palestras simultâneas. As inscrições já estão no último lote e podem ser adquiridas pelo https://doity.com.br/congressoabrham2019 ou (92) 3238-5386. 

 

Serviço

 

O que: 18° Congresso de Gente e Gestão da ABRH-AM

Data: 18 e 19 de junho de 2019

Horário: 8:00 às 20:00

Local: Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques

Inscrições: https://doity.com.br/congressoabrham2019 ou (92) 3238-5386

Mais informações: www.abrham.org.br

 

 

 

TAG congressopessoa com deficiênciaRede Amazônica