Publicidade

Ciência e Tecnologia

Home > Noticias > null

Hospital Regional de Santarém avança no desenvolvimento de pesquisas na Amazônia

Uma das iniciativas tem por objetivo o desenvolvimento de vacinas para o tratamento de câncer de colo de útero

Portal Amazônia, com informações da Agência Pará

jornalismo@portalamazonia.com


A equipe de pesquisadores do Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), localizado em Santarém, tem desenvolvido uma gama de estudos científicos a partir da implantação do Centro de Estudos e Pesquisas da unidade, em fevereiro deste ano. Uma das iniciativas tem por objetivo o desenvolvimento de vacinas para o tratamento de câncer de colo de útero, que é um dos mais frequentes na região amazônica.

 

Como forma de fortalecer a pesquisa na região, o HRBA promoveu, de sexta até a última segunda-feira (10), a 1ª Capacitação Teórica e Prática em Imunologia Básica e Avançada. O evento foi fruto da parceria entre o hospital e a Universidade de São Paulo (USP). O curso teve o objetivo de capacitar pesquisadores para a realização de técnicas em procedimentos imunológicos visando promover o desenvolvimento de pesquisas no contexto amazônico.

 

Foto: Divulgação/HRBA

Os palestrantes convidados foram os pesquisadores da USP: Patrícia Bergami (pós-doutora em Imunologia) e José Barbuto (doutor em Imunologia). O evento contou com a participação de profissionais e estudantes da área da saúde e recebe apoio da Secretaria de Saúde Pública do Pará (Sespa) e da Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, gestora da unidade.

 

O pesquisador José Barbuto comenta sobre a oportunidade de compartilhar sua pesquisa na Amazônia. "É uma alegria apresentar um trabalho que estou desenvolvendo há anos e que agora pode continuar não só em São Paulo, onde eu trabalho, mas vem aqui para a Amazônia. Encontrar um parceiro que tem a necessidade e interesse em desenvolver pesquisa é muito bom, porque, assim, podemos traduzir essas pesquisas em bem e melhoria no atendimento à população", destaca Barbuto.

 

Patrícia Bergami ressalta a importância de descentralizar o conhecimento para beneficiar a população. "Nós temos de descentralizar a saúde, o conhecimento e a medicina transnacional para podermos facilitar o acesso ao paciente e à sua família a uma tecnologia de ponta na medicina. Então é isso que queremos, descentralizar e fazer com que essa tecnologia chegue à todos, em qualquer parte do país", afirma Bergami.

 

Foto: Divulgação/HRBA

A diretora do 9° Centro Regional da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), enfermeira Marcela Tolentino, comenta sobre a importância da pesquisa em imunologia. "É fundamental, para nossa região, que sejam realizadas essas pesquisas, com foco no tratamento do câncer. Isso é muito importante para inovar e aumentar a eficácia no combate a doença, principalmente ao câncer de colo de útero. Mas devemos sempre colocar em primeiro lugar a prevenção e a detecção precoce para que as pessoas não cheguem a precisar do tratamento. Com isso podemos oferecer um tratamento mais barato e eficaz", afirma Marcela.

 

O diretor Hospitalar, Herbert Moreschi, comentou a importância da iniciativa. "Isso simboliza e tem um valor histórico muito grande para nós. Marca o início de vários projetos e a continuidade de muitas pesquisas que já estão sendo elaborados em parceria com a USP, mas também que vislumbra a realização de um grande projeto que é o desenvolvimento de vacinas para o tratamento do câncer de colo de útero que é um dos mais prevalentes na nossa região", afirma.

 

Hospital

 

O HRBA é um hospital público, pertencente ao Governo do Estado do Pará e gerenciado pela Pró-Saúde desde 2008. Em 2014, o HRBA foi certificado como Hospital Ensino. Atualmente, 59 residentes se especializam na Unidade. Em 2018, mais de 2.400 acadêmicos cumpriram o estágio curricular obrigatório no Hospital. Atualmente, o hospital possui 75 projetos de pesquisa em andamento. A intenção é que as produções sejam ampliadas nos próximos anos.

 

     
Ciência e Tecnologia

Hospital Regional de Santarém avança no desenvolvimento de pesquisas na Amazônia

Uma das iniciativas tem por objetivo o desenvolvimento de vacinas para o tratamento de câncer de colo de útero

Portal Amazônia, com informações da Agência Pará

jornalismo@portalamazonia.com


A equipe de pesquisadores do Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), localizado em Santarém, tem desenvolvido uma gama de estudos científicos a partir da implantação do Centro de Estudos e Pesquisas da unidade, em fevereiro deste ano. Uma das iniciativas tem por objetivo o desenvolvimento de vacinas para o tratamento de câncer de colo de útero, que é um dos mais frequentes na região amazônica.

 

Como forma de fortalecer a pesquisa na região, o HRBA promoveu, de sexta até a última segunda-feira (10), a 1ª Capacitação Teórica e Prática em Imunologia Básica e Avançada. O evento foi fruto da parceria entre o hospital e a Universidade de São Paulo (USP). O curso teve o objetivo de capacitar pesquisadores para a realização de técnicas em procedimentos imunológicos visando promover o desenvolvimento de pesquisas no contexto amazônico.

 

Foto: Divulgação/HRBA

Os palestrantes convidados foram os pesquisadores da USP: Patrícia Bergami (pós-doutora em Imunologia) e José Barbuto (doutor em Imunologia). O evento contou com a participação de profissionais e estudantes da área da saúde e recebe apoio da Secretaria de Saúde Pública do Pará (Sespa) e da Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, gestora da unidade.

 

O pesquisador José Barbuto comenta sobre a oportunidade de compartilhar sua pesquisa na Amazônia. "É uma alegria apresentar um trabalho que estou desenvolvendo há anos e que agora pode continuar não só em São Paulo, onde eu trabalho, mas vem aqui para a Amazônia. Encontrar um parceiro que tem a necessidade e interesse em desenvolver pesquisa é muito bom, porque, assim, podemos traduzir essas pesquisas em bem e melhoria no atendimento à população", destaca Barbuto.

 

Patrícia Bergami ressalta a importância de descentralizar o conhecimento para beneficiar a população. "Nós temos de descentralizar a saúde, o conhecimento e a medicina transnacional para podermos facilitar o acesso ao paciente e à sua família a uma tecnologia de ponta na medicina. Então é isso que queremos, descentralizar e fazer com que essa tecnologia chegue à todos, em qualquer parte do país", afirma Bergami.

 

Foto: Divulgação/HRBA

A diretora do 9° Centro Regional da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), enfermeira Marcela Tolentino, comenta sobre a importância da pesquisa em imunologia. "É fundamental, para nossa região, que sejam realizadas essas pesquisas, com foco no tratamento do câncer. Isso é muito importante para inovar e aumentar a eficácia no combate a doença, principalmente ao câncer de colo de útero. Mas devemos sempre colocar em primeiro lugar a prevenção e a detecção precoce para que as pessoas não cheguem a precisar do tratamento. Com isso podemos oferecer um tratamento mais barato e eficaz", afirma Marcela.

 

O diretor Hospitalar, Herbert Moreschi, comentou a importância da iniciativa. "Isso simboliza e tem um valor histórico muito grande para nós. Marca o início de vários projetos e a continuidade de muitas pesquisas que já estão sendo elaborados em parceria com a USP, mas também que vislumbra a realização de um grande projeto que é o desenvolvimento de vacinas para o tratamento do câncer de colo de útero que é um dos mais prevalentes na nossa região", afirma.

 

Hospital

 

O HRBA é um hospital público, pertencente ao Governo do Estado do Pará e gerenciado pela Pró-Saúde desde 2008. Em 2014, o HRBA foi certificado como Hospital Ensino. Atualmente, 59 residentes se especializam na Unidade. Em 2018, mais de 2.400 acadêmicos cumpriram o estágio curricular obrigatório no Hospital. Atualmente, o hospital possui 75 projetos de pesquisa em andamento. A intenção é que as produções sejam ampliadas nos próximos anos.

 

     

TAG SantaremHospital Regional do Baixo Amazonaspesquisapesquisas na amazonia