Saúde

Hospital de Marabá incentiva usuários à doação de sangue

Por conta dessa alta demanda, periodicamente o HRSP conscientiza usuários e colaboradores sobre a necessidade de manter o estoque do banco

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


Ao longo deste mês, o Hospital Regional do Sudeste do Pará - Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, realizará palestras voltadas para os usuários com o objetivo de conscientizá-los sobre a importância da doação de sangue

Referência em atendimento de trauma de média e alta complexidades, o Hospital Regional do Sudeste do Pará é uma das unidades que mais demandam a Fundação Hemopa em Marabá. Em 2016, foram mais de duas mil transfusões em pacientes internados. Por conta dessa alta demanda, periodicamente o HRSP conscientiza usuários e colaboradores sobre a necessidade de manter o estoque do banco de sangue da região.

 

 

Foto: Reprodução/Ag. Pará

 


As ações são realizadas por meio de campanhas voluntárias de doação, que acontecem três vezes ao ano na unidade, e do grupo 'Amigos de Sangue', composto por colaboradores responsáveis pela captação de novos doadores. 

Ana Carolina Chaves é uma das mais novas integrantes do grupo. Ela já doou sangue algumas vezes, mas por conta de um quadro anêmico, agora não pode mais doar. Porém, faz questão de continuar incentivando amigos e familiares a fazerem parte dessa corrente. “Doar sangue é como dar um pedacinho da gente para salvar outra pessoa. Faz um bem muito grande”, diz a coordenadora do Serviço de Atendimento ao Usuário. 

De acordo com a hematologista do Hospital Regional de Marabá, Socorro Leão, doar sangue é antes de tudo um ato de cidadania. “Os doadores são o tesouro mais precioso dentro da hemoterapia. Sem eles não é possível fazer nada, porque o sangue não pode ser fabricado, ele só pode vir de uma pessoa que tenha grande solidariedade, amor ao próximo e responsabilidade social”, argumenta a coordenadora da Agência Transfusional. 

'Junho Vermelho' 

Além de incentivar a doação de sangue por meio de orientações, neste mês o Hospital Regional do Sudeste do Pará também aderiu ao 'Junho Vermelho'. Criado em 2011 para sensibilizar a população sobre a importância do ato, o movimento nacional é integrado por órgãos públicos e instituições de todo o País, que iluminam suas fachadas na cor vermelha para chamar atenção sobre o tema. Este é o segundo ano que o hospital adere à causa - a primeira foi em 2016.  

O primeiro bate-papo com os usuários do hospital aconteceu nesta semana, sob a coordenação do Serviço Psicossocial, quando se comemorou o Dia Mundial do Doador de Sangue.

 

 


Saúde

Hospital de Marabá incentiva usuários à doação de sangue

Por conta dessa alta demanda, periodicamente o HRSP conscientiza usuários e colaboradores sobre a necessidade de manter o estoque do banco

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


Ao longo deste mês, o Hospital Regional do Sudeste do Pará - Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, realizará palestras voltadas para os usuários com o objetivo de conscientizá-los sobre a importância da doação de sangue

Referência em atendimento de trauma de média e alta complexidades, o Hospital Regional do Sudeste do Pará é uma das unidades que mais demandam a Fundação Hemopa em Marabá. Em 2016, foram mais de duas mil transfusões em pacientes internados. Por conta dessa alta demanda, periodicamente o HRSP conscientiza usuários e colaboradores sobre a necessidade de manter o estoque do banco de sangue da região.

 

 

Foto: Reprodução/Ag. Pará

 


As ações são realizadas por meio de campanhas voluntárias de doação, que acontecem três vezes ao ano na unidade, e do grupo 'Amigos de Sangue', composto por colaboradores responsáveis pela captação de novos doadores. 

Ana Carolina Chaves é uma das mais novas integrantes do grupo. Ela já doou sangue algumas vezes, mas por conta de um quadro anêmico, agora não pode mais doar. Porém, faz questão de continuar incentivando amigos e familiares a fazerem parte dessa corrente. “Doar sangue é como dar um pedacinho da gente para salvar outra pessoa. Faz um bem muito grande”, diz a coordenadora do Serviço de Atendimento ao Usuário. 

De acordo com a hematologista do Hospital Regional de Marabá, Socorro Leão, doar sangue é antes de tudo um ato de cidadania. “Os doadores são o tesouro mais precioso dentro da hemoterapia. Sem eles não é possível fazer nada, porque o sangue não pode ser fabricado, ele só pode vir de uma pessoa que tenha grande solidariedade, amor ao próximo e responsabilidade social”, argumenta a coordenadora da Agência Transfusional. 

'Junho Vermelho' 

Além de incentivar a doação de sangue por meio de orientações, neste mês o Hospital Regional do Sudeste do Pará também aderiu ao 'Junho Vermelho'. Criado em 2011 para sensibilizar a população sobre a importância do ato, o movimento nacional é integrado por órgãos públicos e instituições de todo o País, que iluminam suas fachadas na cor vermelha para chamar atenção sobre o tema. Este é o segundo ano que o hospital adere à causa - a primeira foi em 2016.  

O primeiro bate-papo com os usuários do hospital aconteceu nesta semana, sob a coordenação do Serviço Psicossocial, quando se comemorou o Dia Mundial do Doador de Sangue.

 

 

TAG Paradoacao de sangue