Cidades

Em Tabatinga (AM), Brasil e Peru discutem segurança nas fronteiras

Segundo o ministro da Defesa, Raul Jungman, as ações estão diretamente ligadas a operações de combate à criminalidade em centros como o Rio de Janeiro

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


Foto:Reprodução/Portal Brasil

 

Representantes do governo brasileiro se reúnem nesta sexta-feira (11) com membros do governo peruano, em Tabatinga, no Amazonas, para tratar de ações de combate a organizações criminosas que atuam nas fronteiras entre os países.

Na próxima semana, o encontro será com membros do governo boliviano, em La Paz, na Bolívia.

Reuniões do mesmo tipo já foram realizadas com países do Cone Sul e com a Colômbia.

De acordo com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, o Brasil tem acordos operacionais com esses países para combater crimes transnacionais, principalmente tráfico de drogas, de armas e de pessoas.

Essa ações, segundo Jungman, estão diretamente ligadas a operações de combate à criminalidade em centros como o Rio de Janeiro, que é o destino de armas e drogas que atravessam ilegalmente a fronteira. 

Entre as operações de combate a crimes na fronteira, só agora em 2017, a Operação Ágata apreendeu cerca de R$ 27 milhões em produtos ilícitos.

Já a Operação Ostium, desde março, reduziu em 75% o número de voos desconhecidos no tráfego aéreo da fronteira. Nesse período, 153 interceptações foram realizadas.

 

*Deixe o Portal Amazônia com a sua cara. Clique aqui e participe.


Cidades

Em Tabatinga (AM), Brasil e Peru discutem segurança nas fronteiras

Segundo o ministro da Defesa, Raul Jungman, as ações estão diretamente ligadas a operações de combate à criminalidade em centros como o Rio de Janeiro

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


Foto:Reprodução/Portal Brasil

 

Representantes do governo brasileiro se reúnem nesta sexta-feira (11) com membros do governo peruano, em Tabatinga, no Amazonas, para tratar de ações de combate a organizações criminosas que atuam nas fronteiras entre os países.

Na próxima semana, o encontro será com membros do governo boliviano, em La Paz, na Bolívia.

Reuniões do mesmo tipo já foram realizadas com países do Cone Sul e com a Colômbia.

De acordo com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, o Brasil tem acordos operacionais com esses países para combater crimes transnacionais, principalmente tráfico de drogas, de armas e de pessoas.

Essa ações, segundo Jungman, estão diretamente ligadas a operações de combate à criminalidade em centros como o Rio de Janeiro, que é o destino de armas e drogas que atravessam ilegalmente a fronteira. 

Entre as operações de combate a crimes na fronteira, só agora em 2017, a Operação Ágata apreendeu cerca de R$ 27 milhões em produtos ilícitos.

Já a Operação Ostium, desde março, reduziu em 75% o número de voos desconhecidos no tráfego aéreo da fronteira. Nesse período, 153 interceptações foram realizadas.

 

*Deixe o Portal Amazônia com a sua cara. Clique aqui e participe.

TAG segurancafronteiraacordointernacionalBrasilPeruAmazonastrafico de drogasTabatinga