Cidades

França doa € 200 mil para acolhimento de venezuelanos em Manaus

Quantia será doada à Cáritas Arquiediocesana, entidade que tem prestado assistência humanitária aos venezuelanos instalados na cidade

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


   
Foto:Bianca Paiva/Agência Brasil
 
 A cidade de Manaus vai começar a receber, a partir desta sexta-feira (14), uma ajuda financeira no valor de € 200 mil, equivalente a R$ 1 milhão, para o atendimento a imigrantes venezuelanos. A quantia será doada pelo governo francês à Cáritas Arquiediocesana, entidade que tem prestado assistência humanitária aos venezuelanos instalados na cidade. A capital do Amazonas foi o destino de mais de 165 dos 820 dos refugiados que deixaram o estado de Roraima por meio do programa de interiorização de venezuelanos.

O Vice-presidente da instituição, o padre Orlando Gonçalves Barbosa alertou que as quatro casas de acolhimento na cidade que ficam sob o cuidado da Cáritas e da Pastoral do Migrante estão superlotadas. Segundo ele, dezenas de pessoas procuram ajuda diariamente pelo programa de interiorização ou diretamente e, em alguns dias, o número de atendimentos superou o de 80 pessoas em um dia.

A ajuda financeira vem do Centro de Crise e de Apoio do Ministério da Europa e das Relações Exteriores da França e a expectativa é poder reforçar o trabalho de acolhimento e integração de 65 famílias de imigrantes em Manaus. A previsão é de que o montante seja suficiente para complementar despesas com moradia, documentação, cursos de português e formação profissionalizante por dez meses.

“Por meio da iniciativa, o governo francês expressa sua solidariedade ao Brasil, na gestão da crise migratória venezuelana, e saúda os expressivos esforços empreendidos pelas autoridades brasileiras no acolhimento de migrantes vindos da Venezuela, honrando a tradição de hospitalidade da República Federativa do Brasil”, destacou em nota a assessoria diplomática da França.

Cidades

Home > Noticias > null

França doa € 200 mil para acolhimento de venezuelanos em Manaus

Quantia será doada à Cáritas Arquiediocesana, entidade que tem prestado assistência humanitária aos venezuelanos instalados na cidade

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


   
Foto:Bianca Paiva/Agência Brasil
 
 A cidade de Manaus vai começar a receber, a partir desta sexta-feira (14), uma ajuda financeira no valor de € 200 mil, equivalente a R$ 1 milhão, para o atendimento a imigrantes venezuelanos. A quantia será doada pelo governo francês à Cáritas Arquiediocesana, entidade que tem prestado assistência humanitária aos venezuelanos instalados na cidade. A capital do Amazonas foi o destino de mais de 165 dos 820 dos refugiados que deixaram o estado de Roraima por meio do programa de interiorização de venezuelanos.

O Vice-presidente da instituição, o padre Orlando Gonçalves Barbosa alertou que as quatro casas de acolhimento na cidade que ficam sob o cuidado da Cáritas e da Pastoral do Migrante estão superlotadas. Segundo ele, dezenas de pessoas procuram ajuda diariamente pelo programa de interiorização ou diretamente e, em alguns dias, o número de atendimentos superou o de 80 pessoas em um dia.

A ajuda financeira vem do Centro de Crise e de Apoio do Ministério da Europa e das Relações Exteriores da França e a expectativa é poder reforçar o trabalho de acolhimento e integração de 65 famílias de imigrantes em Manaus. A previsão é de que o montante seja suficiente para complementar despesas com moradia, documentação, cursos de português e formação profissionalizante por dez meses.

“Por meio da iniciativa, o governo francês expressa sua solidariedade ao Brasil, na gestão da crise migratória venezuelana, e saúda os expressivos esforços empreendidos pelas autoridades brasileiras no acolhimento de migrantes vindos da Venezuela, honrando a tradição de hospitalidade da República Federativa do Brasil”, destacou em nota a assessoria diplomática da França.

TAG crise migratoriaimigrantes venezuelanosimigrantesdoacaoUniao EuropeiaFrancainternacionalmanaus