Publicidade

Internacional

Fotógrafo brasileiro faz registro de indígenas isolados no Acre

As imagens foram feitas de helicóptero, na fronteira com o Peru, e mostram indígena isolado portando um facão

Portal Amazônia, com informações da National Geographic


Foto: Ricardo Stuckert/Cedida
 
O fotógrafo brasileiro, Ricardo Stuckert, realizou uma série de imagens aéreas de indígenas isolados na Floresta Amazônica, na fronteira entre Acre e Peru. As imagens mostram detalhes sobre o modo de vida dos nativos. Os registros foram publicados nesta quarta-feira (21), pela National Geographic. A matéria é assinada pelo jornalista Scott Wallace. Em entrevista à revista National Geographic, Stuckert contou como foi a experiência de tirar fotos dessa tribo. "Me senti como um pintor do século passado", disse  o fotógrafo descrevendo sua reação ao ver os nativos. "E pensar que, no século 21, ainda existem pessoas que não têm contato com a civilização, vivendo como seus ancestrais há 20 mil anos. É uma emoção poderosa.", destacou o profissional. Segundo Stucket  uma das imagens mais marcantes é a de um indígena segurando uma espécie de facão, e que estava coberto da cabeça aos pés de pintura corporal que lembra a pele de cobras.
Foto: Ricardo Stuckert/Cedida 
Foto: Ricardo Stuckert/Cedida


Foto: Ricardo Stuckert/Cedida


Foto: Ricardo Stuckert/Cedida


Foto: Ricardo Stuckert/Cedida

Internacional

Home > Noticias > null

Fotógrafo brasileiro faz registro de indígenas isolados no Acre

As imagens foram feitas de helicóptero, na fronteira com o Peru, e mostram indígena isolado portando um facão

Portal Amazônia, com informações da National Geographic


Foto: Ricardo Stuckert/Cedida
 
O fotógrafo brasileiro, Ricardo Stuckert, realizou uma série de imagens aéreas de indígenas isolados na Floresta Amazônica, na fronteira entre Acre e Peru. As imagens mostram detalhes sobre o modo de vida dos nativos. Os registros foram publicados nesta quarta-feira (21), pela National Geographic. A matéria é assinada pelo jornalista Scott Wallace. Em entrevista à revista National Geographic, Stuckert contou como foi a experiência de tirar fotos dessa tribo. "Me senti como um pintor do século passado", disse  o fotógrafo descrevendo sua reação ao ver os nativos. "E pensar que, no século 21, ainda existem pessoas que não têm contato com a civilização, vivendo como seus ancestrais há 20 mil anos. É uma emoção poderosa.", destacou o profissional. Segundo Stucket  uma das imagens mais marcantes é a de um indígena segurando uma espécie de facão, e que estava coberto da cabeça aos pés de pintura corporal que lembra a pele de cobras.
Foto: Ricardo Stuckert/Cedida 
Foto: Ricardo Stuckert/Cedida


Foto: Ricardo Stuckert/Cedida


Foto: Ricardo Stuckert/Cedida


Foto: Ricardo Stuckert/Cedida

TAG tribos isoladasAmazonia Internacionalfotografia