Esportes

Finais da Copa Verde terão gestão de resíduos

Catadores farão a coleta nos estádios. Competição será decidida em duas partidas final, uma em Mato Grosso (03/05) e outra em Pará (17/05)

Portal Amazônia, com informações de assessoria

jornalismo@portalamazonia.com


A final da Copa Verde, marcada para o dia 17 de maio, terá o gerenciamento completo dos resíduos sólidos nos dois jogos de encerramento. A decisão ocorrerá em Belém entre os times Luverdense e Paysandu e contará com a atuação de catadores para a coleta do material consumido e descartado pelos torcedores durante a partida. A gestão também ocorrerá no jogo anterior, no dia 3 de maio, em Mato Grosso.
 

Foto:Divulgação/MMA

 

Os estádios que sediarão as duas partidas finais da competição foram definidos nesta segunda-feira (24/04) após sorteio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Ambas serão disputadas entre o Luverdense e o Paysandu e o melhor ganhará o título de campeão do torneio. O jogo do dia 17 será no Mangueirão, em Belém (PA). Já o primeiro duelo entre as equipes será no local escolhido pelo Luverdense (MT).
 

Estádio do Mangueirão, em Belém (PA) será um dos palcos das finais da Copa Verde (Foto:Reprodução)

 

O último jogo da Copa Verde terá, ainda, a cerimônia de premiação do Concurso de Redação e Vídeos da Copa Verde, do qual participam alunos de escolas públicas de ensino fundamental de Belém (PA), de Mato Grosso e do Distrito Federal. Os vencedores ganharão passagens, estadia e alimentação para o evento, além de uma camisa da seleção brasileira autografada e de passagens para participar da fase cidadã do 8º Fórum Mundial da Água, que será realizado em Brasília em março de 2018.

A gestão dos resíduos também ocorreu na semifinal da Copa Verde realizada em Belém, no dia 15 de abril. Ao todo, 40 catadores participaram da coleta dos resíduos, que estão em fase de separação, classificação e pesagem para a destinação adequada. Além disso, a organização do torneio conseguiu recolher 1 tonelada em garrafas pets que foram trocadas por ingressos em uma partida anterior realizada no fim de março.

Sustentabilidade

A Copa Verde é o primeiro torneio a englobar a atividades voltadas para a sustentabilidade. Entre elas, está a compensação do gás carbônico emitido com a realização dos jogos por meio do plantio de 1.122 mudas nativas, o que a caracteriza como a competição carbono zero do futebol mundial.

As novidades deste ano incluem o projeto Meu Copo Eco, em que os torcedores que comprarem o utensílio nos estádios poderão entregá-lo e ter o dinheiro de volta, ao final dos jogos. Outra atração é a comercialização dos ingressos em papel semente, o que permitirá o acesso aos jogos e, posteriormente seu aproveitamento para plantio.

Em sua quarta edição, a Copa Verde deste ano reuniu 18 equipes das regiões Norte e Centro-Oeste e do estado do Espírito Santo. O vencedor receberá dois troféus: um tradicional e um “vivo” - uma muda de árvore do bioma do vencedor para ser plantada na sede do clube. Além disso, ingressará diretamente nas oitavas de final da Copa do Brasil de 2018.


Esportes

Finais da Copa Verde terão gestão de resíduos

Catadores farão a coleta nos estádios. Competição será decidida em duas partidas final, uma em Mato Grosso (03/05) e outra em Pará (17/05)

Portal Amazônia, com informações de assessoria

jornalismo@portalamazonia.com


A final da Copa Verde, marcada para o dia 17 de maio, terá o gerenciamento completo dos resíduos sólidos nos dois jogos de encerramento. A decisão ocorrerá em Belém entre os times Luverdense e Paysandu e contará com a atuação de catadores para a coleta do material consumido e descartado pelos torcedores durante a partida. A gestão também ocorrerá no jogo anterior, no dia 3 de maio, em Mato Grosso.
 

Foto:Divulgação/MMA

 

Os estádios que sediarão as duas partidas finais da competição foram definidos nesta segunda-feira (24/04) após sorteio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Ambas serão disputadas entre o Luverdense e o Paysandu e o melhor ganhará o título de campeão do torneio. O jogo do dia 17 será no Mangueirão, em Belém (PA). Já o primeiro duelo entre as equipes será no local escolhido pelo Luverdense (MT).
 

Estádio do Mangueirão, em Belém (PA) será um dos palcos das finais da Copa Verde (Foto:Reprodução)

 

O último jogo da Copa Verde terá, ainda, a cerimônia de premiação do Concurso de Redação e Vídeos da Copa Verde, do qual participam alunos de escolas públicas de ensino fundamental de Belém (PA), de Mato Grosso e do Distrito Federal. Os vencedores ganharão passagens, estadia e alimentação para o evento, além de uma camisa da seleção brasileira autografada e de passagens para participar da fase cidadã do 8º Fórum Mundial da Água, que será realizado em Brasília em março de 2018.

A gestão dos resíduos também ocorreu na semifinal da Copa Verde realizada em Belém, no dia 15 de abril. Ao todo, 40 catadores participaram da coleta dos resíduos, que estão em fase de separação, classificação e pesagem para a destinação adequada. Além disso, a organização do torneio conseguiu recolher 1 tonelada em garrafas pets que foram trocadas por ingressos em uma partida anterior realizada no fim de março.

Sustentabilidade

A Copa Verde é o primeiro torneio a englobar a atividades voltadas para a sustentabilidade. Entre elas, está a compensação do gás carbônico emitido com a realização dos jogos por meio do plantio de 1.122 mudas nativas, o que a caracteriza como a competição carbono zero do futebol mundial.

As novidades deste ano incluem o projeto Meu Copo Eco, em que os torcedores que comprarem o utensílio nos estádios poderão entregá-lo e ter o dinheiro de volta, ao final dos jogos. Outra atração é a comercialização dos ingressos em papel semente, o que permitirá o acesso aos jogos e, posteriormente seu aproveitamento para plantio.

Em sua quarta edição, a Copa Verde deste ano reuniu 18 equipes das regiões Norte e Centro-Oeste e do estado do Espírito Santo. O vencedor receberá dois troféus: um tradicional e um “vivo” - uma muda de árvore do bioma do vencedor para ser plantada na sede do clube. Além disso, ingressará diretamente nas oitavas de final da Copa do Brasil de 2018.

TAG Copa VerdeMangueiraoBelemMato GrossoresiduossustentabilidadeEsportefutebol