Publicidade

Amazônia

FAS lança websérie ‘Soluções para Sustentabilidade’ sobre cadeias produtivas na Amazônia

A cada 15 dias, serão lançados conteúdos multimídia sobre farinha, cacau, castanha, pirarucu, açaí, turismo, guaraná, dentre outros

Portal Amazônia, com informações da FAS

jornalismo@portalamazonia.com


A Amazônia oferece uma infinidade de produtos e serviços vindos da natureza. Farinha, cacau, castanha, pirarucu, açaí, guaraná, madeira, óleos vegetais e as próprias belezas naturais são recursos disponíveis em rios e florestas da região que alimentam populações no campo e na cidade, geram renda e são a identidade do povo amazônida. Se usados de forma sustentável, ajudam a manter a floresta em pé, conservam o meio ambiente e melhoram a qualidade de vida de populações ribeirinhas e indígenas.

 

Com apoio do Fundo Amazônia/BNDES, a Fundação Amazonas Sustentável (FAS) apoia comunidades tradicionais na Amazônia que vivem desses recursos naturais dentro de Unidades de Conservação (UC) e fazem deles fontes de renda como cadeias produtivas. Com o propósito de divulgar tais sistemas produtivos, desde a colheita dos recursos naturais, o processamento sustentável e até chegar à mesa do consumidor, a FAS lança a websérie “Soluções para Sustentabilidade”, apresentando nove cadeias produtivas na Amazônia: farinha, cacau, castanha, pirarucu, açaí, turismo, guaraná, óleos vegetais e manejo de madeira.

 

Foto: Dirce Quintino/FAS

A cada 15 dias, conteúdos multimídia com vídeo e publicações serão lançados nas redes sociais e site da instituição sobre as cadeias produtivas. A primeira é a farinha, que vai ao ar neste sábado (6) no YouTube, Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn e site da FAS. Cultura e tradição da farinha de mandioca na Amazônia, o processo produtivo, comercialização e os desafios e as soluções para fazer da farinha uma potência em geração de renda de forma sustentável para comunidades tradicionais estarão nos conteúdos divulgados nas mídias sociais da FAS. Toda a série recebeu cooperação estratégica da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).

 

“É uma série documental que fala de nove cadeias produtivas. O objetivo é mostrar todas as etapas do processo de produção. Na farinha, por exemplo, a primeira da série, mostramos desde o plantio até a colheita, o processamento e o momento que é empacotado para ir aos supermercados e chegar na casa das pessoas. Mostramos como a cadeia acontece, como ela recebe apoio da FAS e quem está por trás dessa produção, os comunitários e os empresários também”, explicou Dirce Quintino, produtora audiovisual que assinou o trabalho de vídeos da série.

 

Todo o “Soluções para Sustentabilidade” levou um ano para ser produzido e filmado e abrangeu comunidades localizadas nas Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Mamirauá, do Uacari, Rio Negro, Juma e Madeira, e também na Área de Preservação Permanente (APA) do Rio Negro. “A série mostra como a vida das pessoas mudou a partir do momento em que elas se dedicaram às cadeias produtivas e passaram a atuar de forma sustentável nas reservas. O bom é que hoje elas estão conscientes que conseguem viver da floresta e deixar ela conservada”, comentou a superintendente de Desenvolvimento Sustentável da FAS, Valcleia Solidade.

 

Para acompanhar a websérie “Soluções para Sustentabilidade” basta acessar as redes sociais da FAS. A coordenação geral é do superintendente-geral Virgílio Viana, coordenação da superintendente de Desenvolvimento Sustentável Valcleia Solidade e coordenação executiva do coordenador de comunicação da FAS Felipe Irnaldo. Na equipe técnica tem Michelle Costa, Marilson Rodrigo, Edvaldo Correa, Adamilton Bentes, Marcelo Castro e Jousanete Dias. A produção audiovisual é de Dirce Quintino e Thiago Looney, redação de Vandré Fonseca e Vinícius Leal e projeto editorial de Ana Cláudia Medeiros.

 


Amazônia

Home > Noticias > null

FAS lança websérie ‘Soluções para Sustentabilidade’ sobre cadeias produtivas na Amazônia

A cada 15 dias, serão lançados conteúdos multimídia sobre farinha, cacau, castanha, pirarucu, açaí, turismo, guaraná, dentre outros

Portal Amazônia, com informações da FAS

jornalismo@portalamazonia.com


A Amazônia oferece uma infinidade de produtos e serviços vindos da natureza. Farinha, cacau, castanha, pirarucu, açaí, guaraná, madeira, óleos vegetais e as próprias belezas naturais são recursos disponíveis em rios e florestas da região que alimentam populações no campo e na cidade, geram renda e são a identidade do povo amazônida. Se usados de forma sustentável, ajudam a manter a floresta em pé, conservam o meio ambiente e melhoram a qualidade de vida de populações ribeirinhas e indígenas.

 

Com apoio do Fundo Amazônia/BNDES, a Fundação Amazonas Sustentável (FAS) apoia comunidades tradicionais na Amazônia que vivem desses recursos naturais dentro de Unidades de Conservação (UC) e fazem deles fontes de renda como cadeias produtivas. Com o propósito de divulgar tais sistemas produtivos, desde a colheita dos recursos naturais, o processamento sustentável e até chegar à mesa do consumidor, a FAS lança a websérie “Soluções para Sustentabilidade”, apresentando nove cadeias produtivas na Amazônia: farinha, cacau, castanha, pirarucu, açaí, turismo, guaraná, óleos vegetais e manejo de madeira.

 

Foto: Dirce Quintino/FAS

A cada 15 dias, conteúdos multimídia com vídeo e publicações serão lançados nas redes sociais e site da instituição sobre as cadeias produtivas. A primeira é a farinha, que vai ao ar neste sábado (6) no YouTube, Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn e site da FAS. Cultura e tradição da farinha de mandioca na Amazônia, o processo produtivo, comercialização e os desafios e as soluções para fazer da farinha uma potência em geração de renda de forma sustentável para comunidades tradicionais estarão nos conteúdos divulgados nas mídias sociais da FAS. Toda a série recebeu cooperação estratégica da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).

 

“É uma série documental que fala de nove cadeias produtivas. O objetivo é mostrar todas as etapas do processo de produção. Na farinha, por exemplo, a primeira da série, mostramos desde o plantio até a colheita, o processamento e o momento que é empacotado para ir aos supermercados e chegar na casa das pessoas. Mostramos como a cadeia acontece, como ela recebe apoio da FAS e quem está por trás dessa produção, os comunitários e os empresários também”, explicou Dirce Quintino, produtora audiovisual que assinou o trabalho de vídeos da série.

 

Todo o “Soluções para Sustentabilidade” levou um ano para ser produzido e filmado e abrangeu comunidades localizadas nas Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Mamirauá, do Uacari, Rio Negro, Juma e Madeira, e também na Área de Preservação Permanente (APA) do Rio Negro. “A série mostra como a vida das pessoas mudou a partir do momento em que elas se dedicaram às cadeias produtivas e passaram a atuar de forma sustentável nas reservas. O bom é que hoje elas estão conscientes que conseguem viver da floresta e deixar ela conservada”, comentou a superintendente de Desenvolvimento Sustentável da FAS, Valcleia Solidade.

 

Para acompanhar a websérie “Soluções para Sustentabilidade” basta acessar as redes sociais da FAS. A coordenação geral é do superintendente-geral Virgílio Viana, coordenação da superintendente de Desenvolvimento Sustentável Valcleia Solidade e coordenação executiva do coordenador de comunicação da FAS Felipe Irnaldo. Na equipe técnica tem Michelle Costa, Marilson Rodrigo, Edvaldo Correa, Adamilton Bentes, Marcelo Castro e Jousanete Dias. A produção audiovisual é de Dirce Quintino e Thiago Looney, redação de Vandré Fonseca e Vinícius Leal e projeto editorial de Ana Cláudia Medeiros.

 

TAG fasFundação Amazonas Sustentavelcadeia produtiva