Publicidade

Internacional

Equador classifica governo de Maduro como "irresponsável" e "desumano"

O Equador anunciou também sua saída da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América (ALBA) em resposta à crise humanitária na Venezuela

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


O governo do Equador intensificou as críticas ao governo do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, o qual descreveu como "irresponsável" e "desumano".

"(O Equador) está preocupado com a falta de vontade política do governo da Venezuela para buscar soluções democráticas ao problema gerado por uma administração irresponsável e desumana", informa uma nota de imprensa da Secretaria de Comunicação sobre protocolos migratórios.

As expressões são utilizadas pelo governo equatoriano para referir-se ao Executivo de Maduro, do qual se distanciou desde que o presidente Lenín Moreno assumiu o poder, rompendo a tradicional aliança do seu predecessor Rafael Correa.
   
Foto: Reprodução/Twitter Oficial @Presidencia_EC
 
Há dois dias, o Equador anunciou também sua saída da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América (ALBA) em resposta à crise humanitária na Venezuela.

Então o governo de Moreno argumentou que queria "reforçar" com isso a busca de uma solução para o problema político na Venezuela e ao êxodo em massa de venezuelanos, muitos dos quais chegam ao Equador.

O Equador responsabiliza o governo de Maduro de não querer estabelecer um diálogo interno para que os venezuelanos resolvam entre eles mesmos e pela via democrática uma situação que causou esse êxodo.


Internacional

Home > Noticias > null

Equador classifica governo de Maduro como "irresponsável" e "desumano"

O Equador anunciou também sua saída da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América (ALBA) em resposta à crise humanitária na Venezuela

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


O governo do Equador intensificou as críticas ao governo do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, o qual descreveu como "irresponsável" e "desumano".

"(O Equador) está preocupado com a falta de vontade política do governo da Venezuela para buscar soluções democráticas ao problema gerado por uma administração irresponsável e desumana", informa uma nota de imprensa da Secretaria de Comunicação sobre protocolos migratórios.

As expressões são utilizadas pelo governo equatoriano para referir-se ao Executivo de Maduro, do qual se distanciou desde que o presidente Lenín Moreno assumiu o poder, rompendo a tradicional aliança do seu predecessor Rafael Correa.
   
Foto: Reprodução/Twitter Oficial @Presidencia_EC
 
Há dois dias, o Equador anunciou também sua saída da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América (ALBA) em resposta à crise humanitária na Venezuela.

Então o governo de Moreno argumentou que queria "reforçar" com isso a busca de uma solução para o problema político na Venezuela e ao êxodo em massa de venezuelanos, muitos dos quais chegam ao Equador.

O Equador responsabiliza o governo de Maduro de não querer estabelecer um diálogo interno para que os venezuelanos resolvam entre eles mesmos e pela via democrática uma situação que causou esse êxodo.

TAG equadornicolas maduro