Publicidade

Esportes

Três partidas abrem a Copa Verde 2018 nesta quarta-feira

Com o mote "Carbono Zero", campeonato de futebol estimula a consciência ecológica


A quinta edição da Copa Verde começa na noite desta quarta-feira (31) com três partidas simultâneas: no Espírito Santo, Acre e Roraima. O lançamento do campeonato aconteceu nesta terça-feira (30), em Rio Branco, no Acre.
   
Foto:Lucas Figueiredo/CBF
 
"A parceria com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) é fundamental, pois não há instrumento com capacidade de mobilização tão grande quanto o futebol", afirmou o secretário. "Associar futebol e meio ambiente é fundamental para consolidar esse conceito no Brasil e no mundo", disse o secretário de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental, do Ministério do Meio Ambiente, Edson Duarte.

O presidente em exercício da CBF, Antônio Carlos Nunes, reforçou a importância da preservação ao meio ambiente, essência da competição, e anunciou as novidades para esta temporada, como a ampliação do concurso de redação. O evento de lançamento da Copa Verde 2018 também contou com a presença de autoridades locais e presidentes de federações.

Na condição de anfitrião do evento, o presidente da Federação de Futebol do Acre, Antônio Aquino Lopes, mostrou grande alegria por receber o evento de abertura da Copa Verde 2018 e falou sobre a importância da competição para os clubes do seu estado.

"É motivo de muita alegria, o Acre é um estado que preserva o meio ambiente e receber o lançamento da Copa Verde na nossa cidade é um orgulho muito grande. Queríamos agradecer ao presidente Nunes por todo o apoio da CBF e essa visita que está nos fazendo, por transformarem o Acre na capital do futebol na data de hoje", destacou.

Outro anfitrião do dia, o prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre, destacou a histórica relação do estado com a preservação ambiental.

"A Copa Verde é a grande vitrine para o Norte, Centro-Oeste, Espírito Santo... Oportunidade dos clubes locais participarem de uma competição nacional importante. Quero agradecer a vinda de todas as federações e ao apoio da CBF. Rio Branco recebeu o lançamento da competição e isso só reforça o nosso compromisso com o meio ambiente e as ações de sustentabilidade", declarou.

Concurso de Redação

Edson Duarte destacou que, neste ano, o concurso de redação com tema ambiental foi ampliado para todos os 11 estados integrantes da Copa Verde e deve alcançar em torno de 9 mil escolas. "Nos associamos ao Ministério da Educação, por meio da Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente, que vai discutir o tema água", explicou. No ano passado, 45 escolas participaram do concurso de redação.

Sobre a competição

A Copa Verde é um campeonato de futebol disputado por 18 equipes das regiões Norte e Centro-Oeste e do estado do Espírito Santo. A competição é acompanhada de ações que estimulam a consciência ecológica, como a reciclagem de materiais, concursos de redação com temas ambientais, aulas de futebol para crianças em situação de vulnerabilidade e compensação das emissões de carbono.

Na edição de 2017, o campeonato evitou a emissão de 19 toneladas de carbono e gerou uma economia de 51,6 m³ de água por meio da coleta de resíduos sólidos; destinou à reciclagem 2,57 toneladas de garrafas pet e compensou todo o carbono emitido pela competição (265 toneladas de CO2) por meio do plantio de 1.450 mudas de árvores em Anapu (PA), entre outras ações.

Lixo Zero

Na noite desta quarta-feira (31), cooperativas de coleta de lixo locais estarão na Arena da Floresta para realizarem a reciclagem dos resíduos e conscientização dos torcedores. A ação será desenvolvida durante a partida entre Atlético-AC e Santos-AP. A campanha Lixo Zero terá apoio da Caixa Econômica Federal. A coleta seletiva será realizada em todos os estádios que receberem os jogos. As cooperativas de catadores de materiais recicláveis já estiveram presentes na fase preliminar, disputada entre os times Princesa do Solimões (AM) e Interporto (TO) e Corumbaense (MS) e Ceilândia (DF).

A Copa Verde 2018 segue com o mote Carbono Zero e continuará promovendo a troca de garrafas PETs e latas de alumínio por ingressos para os jogos. Os Ecocopos (copos reutilizáveis distribuídos na entrada dos jogos), ingressos de papel semente e o cartão verde nas partidas (que valoriza o "fair-play" no jogo) também continuam nesta temporada.

Esportes

Home > Noticias > null

Três partidas abrem a Copa Verde 2018 nesta quarta-feira

Com o mote "Carbono Zero", campeonato de futebol estimula a consciência ecológica

Redação

jornalismo@portalamazonia.com


A quinta edição da Copa Verde começa na noite desta quarta-feira (31) com três partidas simultâneas: no Espírito Santo, Acre e Roraima. O lançamento do campeonato aconteceu nesta terça-feira (30), em Rio Branco, no Acre.
   
Foto:Lucas Figueiredo/CBF
 
"A parceria com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) é fundamental, pois não há instrumento com capacidade de mobilização tão grande quanto o futebol", afirmou o secretário. "Associar futebol e meio ambiente é fundamental para consolidar esse conceito no Brasil e no mundo", disse o secretário de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental, do Ministério do Meio Ambiente, Edson Duarte.

O presidente em exercício da CBF, Antônio Carlos Nunes, reforçou a importância da preservação ao meio ambiente, essência da competição, e anunciou as novidades para esta temporada, como a ampliação do concurso de redação. O evento de lançamento da Copa Verde 2018 também contou com a presença de autoridades locais e presidentes de federações.

Na condição de anfitrião do evento, o presidente da Federação de Futebol do Acre, Antônio Aquino Lopes, mostrou grande alegria por receber o evento de abertura da Copa Verde 2018 e falou sobre a importância da competição para os clubes do seu estado.

"É motivo de muita alegria, o Acre é um estado que preserva o meio ambiente e receber o lançamento da Copa Verde na nossa cidade é um orgulho muito grande. Queríamos agradecer ao presidente Nunes por todo o apoio da CBF e essa visita que está nos fazendo, por transformarem o Acre na capital do futebol na data de hoje", destacou.

Outro anfitrião do dia, o prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre, destacou a histórica relação do estado com a preservação ambiental.

"A Copa Verde é a grande vitrine para o Norte, Centro-Oeste, Espírito Santo... Oportunidade dos clubes locais participarem de uma competição nacional importante. Quero agradecer a vinda de todas as federações e ao apoio da CBF. Rio Branco recebeu o lançamento da competição e isso só reforça o nosso compromisso com o meio ambiente e as ações de sustentabilidade", declarou.

Concurso de Redação

Edson Duarte destacou que, neste ano, o concurso de redação com tema ambiental foi ampliado para todos os 11 estados integrantes da Copa Verde e deve alcançar em torno de 9 mil escolas. "Nos associamos ao Ministério da Educação, por meio da Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente, que vai discutir o tema água", explicou. No ano passado, 45 escolas participaram do concurso de redação.

Sobre a competição

A Copa Verde é um campeonato de futebol disputado por 18 equipes das regiões Norte e Centro-Oeste e do estado do Espírito Santo. A competição é acompanhada de ações que estimulam a consciência ecológica, como a reciclagem de materiais, concursos de redação com temas ambientais, aulas de futebol para crianças em situação de vulnerabilidade e compensação das emissões de carbono.

Na edição de 2017, o campeonato evitou a emissão de 19 toneladas de carbono e gerou uma economia de 51,6 m³ de água por meio da coleta de resíduos sólidos; destinou à reciclagem 2,57 toneladas de garrafas pet e compensou todo o carbono emitido pela competição (265 toneladas de CO2) por meio do plantio de 1.450 mudas de árvores em Anapu (PA), entre outras ações.

Lixo Zero

Na noite desta quarta-feira (31), cooperativas de coleta de lixo locais estarão na Arena da Floresta para realizarem a reciclagem dos resíduos e conscientização dos torcedores. A ação será desenvolvida durante a partida entre Atlético-AC e Santos-AP. A campanha Lixo Zero terá apoio da Caixa Econômica Federal. A coleta seletiva será realizada em todos os estádios que receberem os jogos. As cooperativas de catadores de materiais recicláveis já estiveram presentes na fase preliminar, disputada entre os times Princesa do Solimões (AM) e Interporto (TO) e Corumbaense (MS) e Ceilândia (DF).

A Copa Verde 2018 segue com o mote Carbono Zero e continuará promovendo a troca de garrafas PETs e latas de alumínio por ingressos para os jogos. Os Ecocopos (copos reutilizáveis distribuídos na entrada dos jogos), ingressos de papel semente e o cartão verde nas partidas (que valoriza o "fair-play" no jogo) também continuam nesta temporada.

TAG Copa Verde2018futebolEsporteAmazonia