Publicidade

Amazônia

Home > Noticias > null

Concerto de piano em barco vira atração em comunidades ribeirinhas da Amazônia

A pianista Cala Ruaro desbravou o rio Arapiuns, no Pará levando a música como meio de transformação social

William Costa e Victor Cruz

jornalismo@portalmazonia.com


Raízes - um Piano na Amazônia. Esse é o título do projeto desenvolvido pela pianista Carla Ruaro, em meio à comunidades ribeirinhas no interior do Pará. Com um piano dentro de uma embarcação, Carla desbravou o rio Arapiuns, em Santarém, apresentando, além do instrumento, as possibilidades de promover transformação social.
 
   
Foto: Divulgação/Carla Ruaro - Acervo Pessoal
 
Em entrevista à equipe do Portal Amazônia, a pianista conta como surgiu a ideia de levar o piano para as comunidades ribeirinhas da Amazônia.


"Meu primeiro contato com a música da Amazônia foi curiosamente em Londres, onde trabalhei durante 6 anos com um músico paraense, Diego Carneiro, criamos juntos um projeto onde fazíamos concertos para arrecadar fundos para desenvolver projetos de educação musical nas ilhas ao redor de Belém organizados pela ONG Amazonart. Em 2012 ganhamos o Prêmio Funarte de concertos didáticos e viajamos pelo interior do Pará, foi onde percebi que não havia esse instrumento em lugar algum e começou a minha vontade de voltar e apresentar o piano para aquelas comunidades", disse.

Que tal visitar o Teatro Amazonas em fevereiro? Veja programação do mês e programe-se

O projeto teve início em 2017, em Belém, no Pará, onde foi comprado o piano, e a partir daí o primeiro destino foi o município de Santarém, interior do Estado. Carla levava não só a sonoridade do instrumento, mas também oficinas no período da manhã, e pela noite, concertos, todos com o piano dentro do barco.

"As oficinas começavam com uma breve história do piano, sua origem, construção e afinação; depois começava a demonstração dos sons: graves, médios e agudos, dinâmicas e técnicas das mãos. As pessoas se sentavam à beira da praia para assistirem o piano, que, forçosamente, permaneceria dentro do barco", lembra.
 
   
Foto: Divulgação/Carla Ruaro - Acervo Pessoal
 
Perguntada se há a intenção de voltar à expedição, Carla conta que o desejo é grande. "Sim, há um desejo muito grande de voltar e continuar o projeto por outras regiões. Este primeiro projeto foi totalmente independente, para os próximos busco parcerias e apoio de instituições e empresas para viabilizar uma segunda edição. Pois o projeto piloto contou com o trabalho voluntário de muitos profissionais.

Artista amazonense Number Teddie lança clipe duplo; assista

Um filme documentário e um CD foram lançados no final de 2018 e trazem os frutos do espetáculo, e para quem quiser saber mais sobre o projeto e ter acesso ao material produzido, basta enviar um e-mail para carlaruaro@gmail.com.


Confira o trailer do documentário:

Amazônia

Concerto de piano em barco vira atração em comunidades ribeirinhas da Amazônia

A pianista Cala Ruaro desbravou o rio Arapiuns, no Pará levando a música como meio de transformação social

William Costa e Victor Cruz

jornalismo@portalmazonia.com


Raízes - um Piano na Amazônia. Esse é o título do projeto desenvolvido pela pianista Carla Ruaro, em meio à comunidades ribeirinhas no interior do Pará. Com um piano dentro de uma embarcação, Carla desbravou o rio Arapiuns, em Santarém, apresentando, além do instrumento, as possibilidades de promover transformação social.
 
   
Foto: Divulgação/Carla Ruaro - Acervo Pessoal
 
Em entrevista à equipe do Portal Amazônia, a pianista conta como surgiu a ideia de levar o piano para as comunidades ribeirinhas da Amazônia.


"Meu primeiro contato com a música da Amazônia foi curiosamente em Londres, onde trabalhei durante 6 anos com um músico paraense, Diego Carneiro, criamos juntos um projeto onde fazíamos concertos para arrecadar fundos para desenvolver projetos de educação musical nas ilhas ao redor de Belém organizados pela ONG Amazonart. Em 2012 ganhamos o Prêmio Funarte de concertos didáticos e viajamos pelo interior do Pará, foi onde percebi que não havia esse instrumento em lugar algum e começou a minha vontade de voltar e apresentar o piano para aquelas comunidades", disse.

Que tal visitar o Teatro Amazonas em fevereiro? Veja programação do mês e programe-se

O projeto teve início em 2017, em Belém, no Pará, onde foi comprado o piano, e a partir daí o primeiro destino foi o município de Santarém, interior do Estado. Carla levava não só a sonoridade do instrumento, mas também oficinas no período da manhã, e pela noite, concertos, todos com o piano dentro do barco.

"As oficinas começavam com uma breve história do piano, sua origem, construção e afinação; depois começava a demonstração dos sons: graves, médios e agudos, dinâmicas e técnicas das mãos. As pessoas se sentavam à beira da praia para assistirem o piano, que, forçosamente, permaneceria dentro do barco", lembra.
 
   
Foto: Divulgação/Carla Ruaro - Acervo Pessoal
 
Perguntada se há a intenção de voltar à expedição, Carla conta que o desejo é grande. "Sim, há um desejo muito grande de voltar e continuar o projeto por outras regiões. Este primeiro projeto foi totalmente independente, para os próximos busco parcerias e apoio de instituições e empresas para viabilizar uma segunda edição. Pois o projeto piloto contou com o trabalho voluntário de muitos profissionais.

Artista amazonense Number Teddie lança clipe duplo; assista

Um filme documentário e um CD foram lançados no final de 2018 e trazem os frutos do espetáculo, e para quem quiser saber mais sobre o projeto e ter acesso ao material produzido, basta enviar um e-mail para carlaruaro@gmail.com.


Confira o trailer do documentário:


TAG pianista carla ruarorio arapiunsSantarempara