Internacional

Colômbia vai retomar negociações com o Exército de Libertação Nacional

Governo colombiano vai retomar negociações de paz entre país e guerrilha no próximo dia 12, em Quito

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


Exército da Libertação Nacional. Foto: Divulgação/Governo da Colômbia
O governo da Colômbia anunciou nesse domingo (8) que as negociações de paz com o Exército de Libertação Nacional (ELN), única guerrilha em atividade no país, serão retomadas no próximo dia 12 em Quito, após terem sido adiadas no fim de outubro a pedido dos rebeldes. A informação é da Agência France Press (AFP).

"A retomada das conversas para concretizar a data de instalação da mesa pública será na próxima quinta-feira, em Quito, Equador", afirmou o negociador-chefe do governo com o ELN, Juan Camilo Restrepo, em comunicado assinado em Bogotá.

Segundo o texto, o ex-ministro vai liderar uma comissão especial que se reunirá com representantes da guerrilha - que pegou em armas em 1964, por influência da Revolução Cubana - para "encontrar fórmulas de entendimento que levem à abertura da mesa pública de negociações".

A Colômbia busca um acordo com o ELN para alcançar a "paz completa", depois de selar, em novembro passado, o fim de um confronto de cinco décadas com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), principal guerrilha do país.

O conflito armado colombiano, do qual também participaram outras guerrilhas, paramilitares e agentes estatais, deixou 260 mil mortos, 60 mil desaparecidos e 6,9 milhões de refugiados internos.


Internacional

Colômbia vai retomar negociações com o Exército de Libertação Nacional

Governo colombiano vai retomar negociações de paz entre país e guerrilha no próximo dia 12, em Quito

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


Exército da Libertação Nacional. Foto: Divulgação/Governo da Colômbia
O governo da Colômbia anunciou nesse domingo (8) que as negociações de paz com o Exército de Libertação Nacional (ELN), única guerrilha em atividade no país, serão retomadas no próximo dia 12 em Quito, após terem sido adiadas no fim de outubro a pedido dos rebeldes. A informação é da Agência France Press (AFP).

"A retomada das conversas para concretizar a data de instalação da mesa pública será na próxima quinta-feira, em Quito, Equador", afirmou o negociador-chefe do governo com o ELN, Juan Camilo Restrepo, em comunicado assinado em Bogotá.

Segundo o texto, o ex-ministro vai liderar uma comissão especial que se reunirá com representantes da guerrilha - que pegou em armas em 1964, por influência da Revolução Cubana - para "encontrar fórmulas de entendimento que levem à abertura da mesa pública de negociações".

A Colômbia busca um acordo com o ELN para alcançar a "paz completa", depois de selar, em novembro passado, o fim de um confronto de cinco décadas com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), principal guerrilha do país.

O conflito armado colombiano, do qual também participaram outras guerrilhas, paramilitares e agentes estatais, deixou 260 mil mortos, 60 mil desaparecidos e 6,9 milhões de refugiados internos.

TAG Colombiaacordopaz