Publicidade

Internacional

Home > Noticias > null

Colômbia regulariza situação de 443 mil venezuelanos ilegais

Venezuela enfrenta crise humanitária desde 2013

Portal Amazônia, com informações da ANSA

jornalismo@portalamazonia.com


A Colômbia regularizou a situação de quase 443 mil venezuelanos que estavam ilegalmente no país. Com isso, os imigrantes poderão viver na Colômbia por dois anos, com acesso a serviços sociais, possibilidade de estudo, trabalho e de atendimento médico. As informações são da ANSA (Agência Italiana de Notícias).

O decreto foi assinado nesta quinta-feira (2) pelo presidente colombiano, Juan Manuel Santos. O mandatário aproveitou a ocasião para criticar o governo venezuelano pela crise social e econômica que tem provocado uma diáspora de migrantes buscando refúgio nos países vizinhos.

"Um país tão rico, com as maiores reservas de petróleo do mundo, mas com a população morrendo de fome e de doenças por falta de medicamento", afirmou.

A decisão foi feita em um momento em que milhares de venezuelanos fogem de uma crise humanitária, causada pela hiperinflação e escassez de alimentos, que assola o país.

Nos últimos anos, a Colômbia, que tem sido o país a receber a maior parte da migração da Venezuela, já regularizou 820 mil venezuelanos
Internacional

Colômbia regulariza situação de 443 mil venezuelanos ilegais

Venezuela enfrenta crise humanitária desde 2013

Portal Amazônia, com informações da ANSA

jornalismo@portalamazonia.com


A Colômbia regularizou a situação de quase 443 mil venezuelanos que estavam ilegalmente no país. Com isso, os imigrantes poderão viver na Colômbia por dois anos, com acesso a serviços sociais, possibilidade de estudo, trabalho e de atendimento médico. As informações são da ANSA (Agência Italiana de Notícias).

O decreto foi assinado nesta quinta-feira (2) pelo presidente colombiano, Juan Manuel Santos. O mandatário aproveitou a ocasião para criticar o governo venezuelano pela crise social e econômica que tem provocado uma diáspora de migrantes buscando refúgio nos países vizinhos.

"Um país tão rico, com as maiores reservas de petróleo do mundo, mas com a população morrendo de fome e de doenças por falta de medicamento", afirmou.

A decisão foi feita em um momento em que milhares de venezuelanos fogem de uma crise humanitária, causada pela hiperinflação e escassez de alimentos, que assola o país.

Nos últimos anos, a Colômbia, que tem sido o país a receber a maior parte da migração da Venezuela, já regularizou 820 mil venezuelanos

TAG ColombiaVenezuelaimigrantes venezuelanosvenezuelanoscrise politicamigracaointernacionalAmazonia Internacional