Publicidade

Internacional

Colômbia regulariza situação de 443 mil venezuelanos ilegais

Venezuela enfrenta crise humanitária desde 2013

Portal Amazônia, com informações da ANSA

jornalismo@portalamazonia.com


A Colômbia regularizou a situação de quase 443 mil venezuelanos que estavam ilegalmente no país. Com isso, os imigrantes poderão viver na Colômbia por dois anos, com acesso a serviços sociais, possibilidade de estudo, trabalho e de atendimento médico. As informações são da ANSA (Agência Italiana de Notícias).

O decreto foi assinado nesta quinta-feira (2) pelo presidente colombiano, Juan Manuel Santos. O mandatário aproveitou a ocasião para criticar o governo venezuelano pela crise social e econômica que tem provocado uma diáspora de migrantes buscando refúgio nos países vizinhos.

"Um país tão rico, com as maiores reservas de petróleo do mundo, mas com a população morrendo de fome e de doenças por falta de medicamento", afirmou.

A decisão foi feita em um momento em que milhares de venezuelanos fogem de uma crise humanitária, causada pela hiperinflação e escassez de alimentos, que assola o país.

Nos últimos anos, a Colômbia, que tem sido o país a receber a maior parte da migração da Venezuela, já regularizou 820 mil venezuelanos

Internacional

Home > Noticias > null

Colômbia regulariza situação de 443 mil venezuelanos ilegais

Venezuela enfrenta crise humanitária desde 2013

Portal Amazônia, com informações da ANSA

jornalismo@portalamazonia.com


A Colômbia regularizou a situação de quase 443 mil venezuelanos que estavam ilegalmente no país. Com isso, os imigrantes poderão viver na Colômbia por dois anos, com acesso a serviços sociais, possibilidade de estudo, trabalho e de atendimento médico. As informações são da ANSA (Agência Italiana de Notícias).

O decreto foi assinado nesta quinta-feira (2) pelo presidente colombiano, Juan Manuel Santos. O mandatário aproveitou a ocasião para criticar o governo venezuelano pela crise social e econômica que tem provocado uma diáspora de migrantes buscando refúgio nos países vizinhos.

"Um país tão rico, com as maiores reservas de petróleo do mundo, mas com a população morrendo de fome e de doenças por falta de medicamento", afirmou.

A decisão foi feita em um momento em que milhares de venezuelanos fogem de uma crise humanitária, causada pela hiperinflação e escassez de alimentos, que assola o país.

Nos últimos anos, a Colômbia, que tem sido o país a receber a maior parte da migração da Venezuela, já regularizou 820 mil venezuelanos

TAG ColombiaVenezuelaimigrantes venezuelanosvenezuelanoscrise politicamigracaointernacionalAmazonia Internacional