Publicidade

Cidadania

Home > Noticias > Cidadania
Cidadania

Zagaia Amazônia é selecionada pela Brazil Foundation para atender mulheres indígenas de Manaus

Instituição foi escolhida para receber apoio ao projeto junto à Associação de Mulheres do Alto do Rio Negro e transformar a vida de mulheres indígenas em Manaus


A Amazônia é uma região riquíssima e muito desafiadora. Entre seus rios, fauna e flora diversas, encontramos etnias múltiplas que carregam as raízes da miscigenação do país e escrevem a história de um Brasil singular. Conhecer essa cultura e biodiversidade e explorá-las de forma responsável para o desenvolvimento local é a motivação da Associação Zagaia Amazônia.
   
Foto:Divulgação/Amazônia Zagaia
 

Com o propósito de trabalhar com projetos nas áreas de design, cultura, artesanato, gastronomia e turismo, a associação sem fins lucrativos desenvolve projetos e presta serviços na área de Economia Criativa com foco nas expressões culturais e populares. Esse trabalho é motivado pelo empreendedorismo inovador e sustentável que pode transformar para melhor a vida das pessoas hoje e das futuras gerações.


Uma das maneiras de transformar realidades é o apoio à associação de Mulheres do Alto do Rio Negro (AMARN), que tem mais de 30 anos de atuação e suas ações atingem direta ou indiretamente mais de 600 pessoas de diferentes etnias, acolhendo mulheres indígenas da região que migram para Manaus em busca de uma vida melhor. Na associação, a Zagaia Amazônia estimula a participação no projeto “Fomento da cadeia produtiva do artesanato entre mulheres indígenas com foco na geração de renda”, que oferece no local um espaço de convivência onde essas mulheres podem cantar, dançar, conversar em sua língua materna e, sobretudo, garantir o sustento financeiro por meio da produção de peças artesanais.
   
Foto:Divulgação/Amazônia Zagaia
 

Mesmo com pouco tempo de desenvolvimento o projeto já apresenta resultados expressivos e positivos na vida das indígenas da ARMAN, como o fortalecimento dos laços afetivos, o aumento da adesão nas atividades, aumento da confiança criativa do grupo e compreensão de que é possível uma emancipação financeira e cultural por meio do artesanato.


O trabalho segue sendo realizado com o objetivo de fortalecer ainda mais a cadeia de artesanato dessas mulheres indígenas. Mas nos últimos anos a Associação passou por dificuldades financeiras, colocando em risco a sua existência e dificultando a participação de algumas associadas nas atividades. Assim, a Zagaia Amazônia buscou apoio da BrazilFoundation e foi uma das organizações sociais selecionadas para desfrutarem desse apoio em 2019.


A BrazilFoundation mobiliza recursos para ideias e ações que transformam o Brasil, trabalhando com líderes e organizações sociais e uma rede global de apoiadores para promover igualdade, justiça social e oportunidade para todos os brasileiros. Com este apoio, segue sendo desenvolvido o projeto da Zagaia na AMARN, que visa a igualdade de gênero e valorização da cultura imaterial das mulheres envolvidas por meio do fomento da cadeia produtiva de seus artesanatos.


Consultorias jurídicas e institucionais são realizadas, além de oficinas de cestarias de acordo com as técnicas de trançado e heranças ancestrais específicas do grupo. A associação se preocupa em valorizar o artesanato e as expressões culturais locais, aproveitando a riqueza cultural para movimentar a economia.
   
Foto:Divulgação/Amazônia Zagaia
 

Com o resgate do tear, uma cultura ancestral para as mulheres da AMARN, foi possível proporcionar a autonomia e emancipação de 13 mulheres e diferentes etnias como Dessana, Tukano, Tariana, Wanamo e Arapaço já foram impactadas.


“A Zagaia chegou na hora certa para nos ajudar. Foi possível ver o brilho nos olhos e animação das meninas já no primeiro dia. Com essa ajuda poderemos dar continuidade no funcionamento da nossa associação, lutando para ter voz enquanto mulher e indígena”, comenta Isabel de Oliveira, umas das associadas. Com o apoio também são adquiridos os insumos necessários para iniciar as atividades de prototipação dos produtos artesanais e seguir mudando a realidade local.
   
 


      

Zagaia Amazônia é selecionada pela Brazil Foundation para atender mulheres indígenas de Manaus

Instituição foi escolhida para receber apoio ao projeto junto à Associação de Mulheres do Alto do Rio Negro e transformar a vida de mulheres indígenas em Manaus

Redação

jornalismo@portalamazonia.com


A Amazônia é uma região riquíssima e muito desafiadora. Entre seus rios, fauna e flora diversas, encontramos etnias múltiplas que carregam as raízes da miscigenação do país e escrevem a história de um Brasil singular. Conhecer essa cultura e biodiversidade e explorá-las de forma responsável para o desenvolvimento local é a motivação da Associação Zagaia Amazônia.
   
Foto:Divulgação/Amazônia Zagaia
 

Com o propósito de trabalhar com projetos nas áreas de design, cultura, artesanato, gastronomia e turismo, a associação sem fins lucrativos desenvolve projetos e presta serviços na área de Economia Criativa com foco nas expressões culturais e populares. Esse trabalho é motivado pelo empreendedorismo inovador e sustentável que pode transformar para melhor a vida das pessoas hoje e das futuras gerações.


Uma das maneiras de transformar realidades é o apoio à associação de Mulheres do Alto do Rio Negro (AMARN), que tem mais de 30 anos de atuação e suas ações atingem direta ou indiretamente mais de 600 pessoas de diferentes etnias, acolhendo mulheres indígenas da região que migram para Manaus em busca de uma vida melhor. Na associação, a Zagaia Amazônia estimula a participação no projeto “Fomento da cadeia produtiva do artesanato entre mulheres indígenas com foco na geração de renda”, que oferece no local um espaço de convivência onde essas mulheres podem cantar, dançar, conversar em sua língua materna e, sobretudo, garantir o sustento financeiro por meio da produção de peças artesanais.
   
Foto:Divulgação/Amazônia Zagaia
 

Mesmo com pouco tempo de desenvolvimento o projeto já apresenta resultados expressivos e positivos na vida das indígenas da ARMAN, como o fortalecimento dos laços afetivos, o aumento da adesão nas atividades, aumento da confiança criativa do grupo e compreensão de que é possível uma emancipação financeira e cultural por meio do artesanato.


O trabalho segue sendo realizado com o objetivo de fortalecer ainda mais a cadeia de artesanato dessas mulheres indígenas. Mas nos últimos anos a Associação passou por dificuldades financeiras, colocando em risco a sua existência e dificultando a participação de algumas associadas nas atividades. Assim, a Zagaia Amazônia buscou apoio da BrazilFoundation e foi uma das organizações sociais selecionadas para desfrutarem desse apoio em 2019.


A BrazilFoundation mobiliza recursos para ideias e ações que transformam o Brasil, trabalhando com líderes e organizações sociais e uma rede global de apoiadores para promover igualdade, justiça social e oportunidade para todos os brasileiros. Com este apoio, segue sendo desenvolvido o projeto da Zagaia na AMARN, que visa a igualdade de gênero e valorização da cultura imaterial das mulheres envolvidas por meio do fomento da cadeia produtiva de seus artesanatos.


Consultorias jurídicas e institucionais são realizadas, além de oficinas de cestarias de acordo com as técnicas de trançado e heranças ancestrais específicas do grupo. A associação se preocupa em valorizar o artesanato e as expressões culturais locais, aproveitando a riqueza cultural para movimentar a economia.
   
Foto:Divulgação/Amazônia Zagaia
 

Com o resgate do tear, uma cultura ancestral para as mulheres da AMARN, foi possível proporcionar a autonomia e emancipação de 13 mulheres e diferentes etnias como Dessana, Tukano, Tariana, Wanamo e Arapaço já foram impactadas.


“A Zagaia chegou na hora certa para nos ajudar. Foi possível ver o brilho nos olhos e animação das meninas já no primeiro dia. Com essa ajuda poderemos dar continuidade no funcionamento da nossa associação, lutando para ter voz enquanto mulher e indígena”, comenta Isabel de Oliveira, umas das associadas. Com o apoio também são adquiridos os insumos necessários para iniciar as atividades de prototipação dos produtos artesanais e seguir mudando a realidade local.
   
 


      

TAG Zagaia AmazôniaBrazil Foundationmulheres empreendedorasMulheresindigenasAMARNmulheres Alto do Rio Negro