Publicidade

Cidades

Home > Noticias > null

Capitais da Amazônia Legal registram ocorrências durante o segundo turno

Maioria das denúncias foram de boca de urna. Em Macapá, no Amapá, um barco do TRE naufragou

Portal Amazônia, com informações do G1

jornalismo@portalamazonia.com


Seis das nove capitais da Amazônia Legal tiveram segundo turno neste domingo (30). Manaus, Belém, Macapá, Cuiabá e São Luís registraram ocorrências de irregularidades eleitorais. Na capital do Amazonas, Manaus, a Polícia Federal fez uma apreensão em um posto de combustível. Segundo informações, no local havia distribuição de combustível em troca de votos. Outra denúncia apontava a suposta paralisação de ônibus na zona Leste da cidade. O transporte de passageiros é gratuito e determinado por lei em dias de pleito.
     
Foto: Divulgação/TSE
 
Em Belém, uma mulher foi presa por boca de urna. Com ela foram encontrados mais de 200 santinhos. A suspeita foi encaminhada para a Delegacia do Marco, localizado na Avenida Almirante Barroso. Já a Conferência Nacional dos Bispos dos Brasil (CNBB) recebeu mais de 200 denúncias por meio do telefone 0800-091-4751.

Cerca de 15 denúncias envolvendo crimes eleitorais durante este domingo foram registrados pelo Ministério Público Eleitoral do Amapá (MPE-AP), em Macapá. Além disso, um barco do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) naufragou em um rio nas imediações da zona Norte de Macapá, mas não houve vítimas.

Em Cuiabá, dois eleitores foram detidos porque fizeram registros fotográficos na urna. É proibido levar câmeras fotográficas de qualquer natureza para a cabine de votação. Além disso, um início de tumulto foi registrado no Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), o motivo da briga foi a bandeira de um candidato que estava no carro de um eleitor.

Em São Luís, uma pessoa foi apreendida após suspeita de boca de urna. O caso aconteceu no Colégio Santa Tereza, a polícia conduziu o suspeito para o Plantão do Parque do Bom Menino. 
Cidades

Capitais da Amazônia Legal registram ocorrências durante o segundo turno

Maioria das denúncias foram de boca de urna. Em Macapá, no Amapá, um barco do TRE naufragou

Portal Amazônia, com informações do G1

jornalismo@portalamazonia.com


Seis das nove capitais da Amazônia Legal tiveram segundo turno neste domingo (30). Manaus, Belém, Macapá, Cuiabá e São Luís registraram ocorrências de irregularidades eleitorais. Na capital do Amazonas, Manaus, a Polícia Federal fez uma apreensão em um posto de combustível. Segundo informações, no local havia distribuição de combustível em troca de votos. Outra denúncia apontava a suposta paralisação de ônibus na zona Leste da cidade. O transporte de passageiros é gratuito e determinado por lei em dias de pleito.
     
Foto: Divulgação/TSE
 
Em Belém, uma mulher foi presa por boca de urna. Com ela foram encontrados mais de 200 santinhos. A suspeita foi encaminhada para a Delegacia do Marco, localizado na Avenida Almirante Barroso. Já a Conferência Nacional dos Bispos dos Brasil (CNBB) recebeu mais de 200 denúncias por meio do telefone 0800-091-4751.

Cerca de 15 denúncias envolvendo crimes eleitorais durante este domingo foram registrados pelo Ministério Público Eleitoral do Amapá (MPE-AP), em Macapá. Além disso, um barco do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) naufragou em um rio nas imediações da zona Norte de Macapá, mas não houve vítimas.

Em Cuiabá, dois eleitores foram detidos porque fizeram registros fotográficos na urna. É proibido levar câmeras fotográficas de qualquer natureza para a cabine de votação. Além disso, um início de tumulto foi registrado no Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), o motivo da briga foi a bandeira de um candidato que estava no carro de um eleitor.

Em São Luís, uma pessoa foi apreendida após suspeita de boca de urna. O caso aconteceu no Colégio Santa Tereza, a polícia conduziu o suspeito para o Plantão do Parque do Bom Menino. 

TAG ManausBelémSão LuísCuiabáPorto VelhoMacapáeleições 2016segundo turno