Publicidade

Cidades

Banda larga e telefonia móvel têm planos de expansão pela Anatel no Pará

Anúncio foi feito pelo novo presidente da Anatel durante encontro com lideranças governamentais do Estado

Portal Amazônia, com informações da Agência Pará

jornalismo@portalamazonia.com


     
Foto: Reprodução/Shutterstock
 
A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) planeja expandir a rede de banda larga e a cobertura de serviço móvel no interior do Pará. O presidente da instituição, Juarez Quadros, informou o planejamento durante o encontro realizado na manhã desta terça-feira (1), no Palácio do Governo, com o governador Simão Jatene. Também participaram da reunião o superintendente de fiscalização da Anatel, Marcus Vinícius Paolucci, e o gerente regional da Anatel no Pará/ Maranhão/ Amapá, Cannot Braun.

O Pará é um dos primeiro estados a ser visitado pelo novo presidente da Anatel, que assumiu o cargo no início de outubro. “Vim para esse encontro com o governador para me colocar a disposição do governo do Estado e dizer do que se pretende fazer na Anatel em benefício do Pará, pois ainda temos lugares que não são atendidos pela telefonia móvel”, informou Juarez Quadros, que por ser paraense, acredita que a iniciativa é mais do que uma obrigação institucional, trata-se de um compromisso pessoal.

“As empresas têm obrigações a serem cumpridas, não só no Pará, mas no Brasil inteiro”, reiterou Quadros, ao destacar que a telefonia fixa está universalizada, o que deve ocorrer com a telefonia celular em pouco tempo. “Fazendo uma rápida avaliação, podemos dizer que a telefonia móvel está altamente popularizada, então é um serviço que precisa de expansão, não apenas no serviço de voz, mas de atendimento e de acesso a banda larga, pois as pessoas buscam um telefone que permita acesso a serviços, tanto para o entretenimento, quanto para o trabalho”, avaliou o presidente da Anatel, ao falar que a agência reconhece a demanda nacional e também no Pará, onde “ainda se tem muito a fazer”.

Simão Jatene e Juarez Quadros tiveram a oportunidade de trabalhar juntos na extinta Telecomunicações do Pará (Telepará), que fazia parte do sistema Telecomunicações Brasileiras (Telebrás) e conversaram sobre os desafios econômicos na gestão pública e privada. Na ocasião, o governador falou dos projetos do Governo que têm relação com o setor de Telecom no Brasil.

O governador também mostrou as potencialidades destacadas no Plano Pará 2030, que fortalece setores econômicos para promover o desenvolvimento sustentável, com geração de emprego e renda para a população.“Como Minas Gerais, somos um estado com potencial minerador, fornecedor de matéria-prima. O que a gente pretende é fazer com que essa matéria seja verticalizada aqui mesmo, no Pará, fortalecendo a nossa economia, criando novos empregos, gerando tributos que serão revertidos em benefícios para a própria sociedade paraense. É esse esforço que estamos fazendo”, disse Jatene, ao fazer um comparativo entre os pontos comuns nos desafios enfrentados por empresas e governo.

Cidades

Home > Noticias > null

Banda larga e telefonia móvel têm planos de expansão pela Anatel no Pará

Anúncio foi feito pelo novo presidente da Anatel durante encontro com lideranças governamentais do Estado

Portal Amazônia, com informações da Agência Pará

jornalismo@portalamazonia.com


     
Foto: Reprodução/Shutterstock
 
A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) planeja expandir a rede de banda larga e a cobertura de serviço móvel no interior do Pará. O presidente da instituição, Juarez Quadros, informou o planejamento durante o encontro realizado na manhã desta terça-feira (1), no Palácio do Governo, com o governador Simão Jatene. Também participaram da reunião o superintendente de fiscalização da Anatel, Marcus Vinícius Paolucci, e o gerente regional da Anatel no Pará/ Maranhão/ Amapá, Cannot Braun.

O Pará é um dos primeiro estados a ser visitado pelo novo presidente da Anatel, que assumiu o cargo no início de outubro. “Vim para esse encontro com o governador para me colocar a disposição do governo do Estado e dizer do que se pretende fazer na Anatel em benefício do Pará, pois ainda temos lugares que não são atendidos pela telefonia móvel”, informou Juarez Quadros, que por ser paraense, acredita que a iniciativa é mais do que uma obrigação institucional, trata-se de um compromisso pessoal.

“As empresas têm obrigações a serem cumpridas, não só no Pará, mas no Brasil inteiro”, reiterou Quadros, ao destacar que a telefonia fixa está universalizada, o que deve ocorrer com a telefonia celular em pouco tempo. “Fazendo uma rápida avaliação, podemos dizer que a telefonia móvel está altamente popularizada, então é um serviço que precisa de expansão, não apenas no serviço de voz, mas de atendimento e de acesso a banda larga, pois as pessoas buscam um telefone que permita acesso a serviços, tanto para o entretenimento, quanto para o trabalho”, avaliou o presidente da Anatel, ao falar que a agência reconhece a demanda nacional e também no Pará, onde “ainda se tem muito a fazer”.

Simão Jatene e Juarez Quadros tiveram a oportunidade de trabalhar juntos na extinta Telecomunicações do Pará (Telepará), que fazia parte do sistema Telecomunicações Brasileiras (Telebrás) e conversaram sobre os desafios econômicos na gestão pública e privada. Na ocasião, o governador falou dos projetos do Governo que têm relação com o setor de Telecom no Brasil.

O governador também mostrou as potencialidades destacadas no Plano Pará 2030, que fortalece setores econômicos para promover o desenvolvimento sustentável, com geração de emprego e renda para a população.“Como Minas Gerais, somos um estado com potencial minerador, fornecedor de matéria-prima. O que a gente pretende é fazer com que essa matéria seja verticalizada aqui mesmo, no Pará, fortalecendo a nossa economia, criando novos empregos, gerando tributos que serão revertidos em benefícios para a própria sociedade paraense. É esse esforço que estamos fazendo”, disse Jatene, ao fazer um comparativo entre os pontos comuns nos desafios enfrentados por empresas e governo.

TAG ParáAmazôniatelefoniabanda largaAnatel