Cidades

Autoridades de saúde alertam sobre surto de dengue em município de Rondônia

Apesar do alerta, o número de casos confirmados das doenças transmitidas pelo Aedes está controlado em Ji-Paraná

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


A cidade de Ji Paraná, em Rondônia, está em alerta para o surto de dengue. De acordo com o Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes Aegypti (LIRA) realizado entre os dias 22 e 30 de outubro, a infestação predial está em 2,7% - percentual que, de acordo com o Ministério da Saúde, coloca o município em estado de alerta.

O relatório do Lira apontou que 80% dos criadouros estão dentro dos quintais. E, com base nessas informações, o Departamento de Vigilância em Saúde da cidade espera que a população participe de forma mais efetiva das ações de prevenção e combate ao mosquito transmissor.

Treze bairros com os índices mais altos de infestação. Apesar do alerta, o número de casos confirmados das doenças transmitidas pelo Aedes está controlado em Ji-Paraná.

Entre os meses de janeiro a outubro de 2018, a Secretaria de Saúde do município registrou 150 notificações de casos suspeitos de dengue, 69 casos notificados para zika vírus e 83 casos notificados de chikungunya.

Ao perceber algum sintoma de dengue, zika ou chikungunya – doenças transmitidas pelo Aedes aegypti – o morador deve procurar um posto de saúde para realizar o teste rápido e iniciar o tratamento em caso positivo.

A partir dos resultados, a Prefeitura deve aplicar inseticidas na região onde mora o paciente para o bloqueio dos vírus das doenças.

Cidades

Home > Noticias > null

Autoridades de saúde alertam sobre surto de dengue em município de Rondônia

Apesar do alerta, o número de casos confirmados das doenças transmitidas pelo Aedes está controlado em Ji-Paraná

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


A cidade de Ji Paraná, em Rondônia, está em alerta para o surto de dengue. De acordo com o Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes Aegypti (LIRA) realizado entre os dias 22 e 30 de outubro, a infestação predial está em 2,7% - percentual que, de acordo com o Ministério da Saúde, coloca o município em estado de alerta.

O relatório do Lira apontou que 80% dos criadouros estão dentro dos quintais. E, com base nessas informações, o Departamento de Vigilância em Saúde da cidade espera que a população participe de forma mais efetiva das ações de prevenção e combate ao mosquito transmissor.

Treze bairros com os índices mais altos de infestação. Apesar do alerta, o número de casos confirmados das doenças transmitidas pelo Aedes está controlado em Ji-Paraná.

Entre os meses de janeiro a outubro de 2018, a Secretaria de Saúde do município registrou 150 notificações de casos suspeitos de dengue, 69 casos notificados para zika vírus e 83 casos notificados de chikungunya.

Ao perceber algum sintoma de dengue, zika ou chikungunya – doenças transmitidas pelo Aedes aegypti – o morador deve procurar um posto de saúde para realizar o teste rápido e iniciar o tratamento em caso positivo.

A partir dos resultados, a Prefeitura deve aplicar inseticidas na região onde mora o paciente para o bloqueio dos vírus das doenças.

TAG rondoniasaudeAedes aegyptidenguesurtoji-parana