Publicidade

Cidades

Home > Noticias > null

Atleta de Belém é convocada pela Seleção Brasileira de Basquete em Cadeiras de Rodas

A cadeirante irá disputar o Parapan-Americano na cidade de Lima, no Peru, entre os dias 23 de agosto e 1 de setembro.

Portal Amazônia, com informações da Agência Belém

jornalismo@portalamazonia.com


Cléia Costa, atleta da Associação de Deficientes Físicos do Pará (ADFPA), foi convocada pela Confederação Brasileira de Basquetebol em Cadeira de Rodas (CBBC) e irá disputar o Parapan-Americano na cidade de Lima, no Peru. A atleta também faz parte do projeto Esporte Sem Barreiras, desenvolvido pela Prefeitura de Belém por meio da Secretaria de Esporte, Juventude e Lazer (Sejel).


A esportista de 38 anos joga basquete há 20 anos e tem um currículo extenso. Disputou grandes torneios dentro e fora do país, como a Paraolimpíada do Rio, em 2016. Cléia conta que para chegar a essas convocações a receita é treino e dedicação. “Eu treino três horas por dia, três vezes por semana. Tem que ter muito foco para não desistir com as dificuldades que aparecem”, disse.
   
Foto:Fernando Sette/Prefeitura de Belém
 

A atleta treinou pela última vez no ginásio Altino Pimenta, onde pratica basquete semanalmente no projeto Esporte sem Barreiras, da Sejel, antes de embarcar para São Paulo, onde se juntará aos outros atletas da Seleção. “Em 2001 foi a minha primeira convocação para a Copa das Américas, lembro como se fosse hoje. Quando recebi a notícia de que esse ano estou jogando pela Seleção representando a minha cidade, a emoção foi a mesma. Cada convite é uma emoção que me deixa sem palavras, é uma alegria", disse.


A rotina da paratleta é desgastante e para aguentar ela conta com o apoio da família e do time. “A Cléia é motivo de orgulho para a gente, sabemos o quanto precisamos batalhar para sermos reconhecidos. É motivo de muita alegria pelo trabalho que a equipe vem desenvolvendo, com a ajuda da Prefeitura, que nos cede espaço e material, como o uniforme”, disse Rafael Brito, de 26 anos, integrante da ADFPA.


Para o secretário da Sejel, Wilson Neto, o convite não foi surpresa. “Nós recebemos essa convocação com muita felicidade, mas não é motivo de espanto porque sabemos da dedicação de toda a nossa equipe de professores e treinadores para preparar os atletas. É uma satisfação ver a Cléia, uma atleta que faz parte de um projeto incentivado pela Sejel, se destacando em nível mundial. Esse resultado veio para afirmar todo o trabalho que a Prefeitura faz, de fortalecer a inclusão social por meio do esporte”, disse.

   
Foto:Fernando Sette/Prefeitura de Belém
 

O Esporte Sem Barreiras foi criado em 2013 e atende 35 paratletas da modalidade basquetebol em cadeira de rodas. O programa tem como objetivo o resgate social de deficientes com o esporte.


Parapan-Americano


Os jogos do Pan-Americano irão de 23 de agosto a 1 de setembro. Além do basquete em cadeira de rodas o Brasil se classificou em mais 12 modalidades, entre as quais natação, judô e atletismo.  

     
Cidades

Atleta de Belém é convocada pela Seleção Brasileira de Basquete em Cadeiras de Rodas

A cadeirante irá disputar o Parapan-Americano na cidade de Lima, no Peru, entre os dias 23 de agosto e 1 de setembro.

Portal Amazônia, com informações da Agência Belém

jornalismo@portalamazonia.com


Cléia Costa, atleta da Associação de Deficientes Físicos do Pará (ADFPA), foi convocada pela Confederação Brasileira de Basquetebol em Cadeira de Rodas (CBBC) e irá disputar o Parapan-Americano na cidade de Lima, no Peru. A atleta também faz parte do projeto Esporte Sem Barreiras, desenvolvido pela Prefeitura de Belém por meio da Secretaria de Esporte, Juventude e Lazer (Sejel).


A esportista de 38 anos joga basquete há 20 anos e tem um currículo extenso. Disputou grandes torneios dentro e fora do país, como a Paraolimpíada do Rio, em 2016. Cléia conta que para chegar a essas convocações a receita é treino e dedicação. “Eu treino três horas por dia, três vezes por semana. Tem que ter muito foco para não desistir com as dificuldades que aparecem”, disse.
   
Foto:Fernando Sette/Prefeitura de Belém
 

A atleta treinou pela última vez no ginásio Altino Pimenta, onde pratica basquete semanalmente no projeto Esporte sem Barreiras, da Sejel, antes de embarcar para São Paulo, onde se juntará aos outros atletas da Seleção. “Em 2001 foi a minha primeira convocação para a Copa das Américas, lembro como se fosse hoje. Quando recebi a notícia de que esse ano estou jogando pela Seleção representando a minha cidade, a emoção foi a mesma. Cada convite é uma emoção que me deixa sem palavras, é uma alegria", disse.


A rotina da paratleta é desgastante e para aguentar ela conta com o apoio da família e do time. “A Cléia é motivo de orgulho para a gente, sabemos o quanto precisamos batalhar para sermos reconhecidos. É motivo de muita alegria pelo trabalho que a equipe vem desenvolvendo, com a ajuda da Prefeitura, que nos cede espaço e material, como o uniforme”, disse Rafael Brito, de 26 anos, integrante da ADFPA.


Para o secretário da Sejel, Wilson Neto, o convite não foi surpresa. “Nós recebemos essa convocação com muita felicidade, mas não é motivo de espanto porque sabemos da dedicação de toda a nossa equipe de professores e treinadores para preparar os atletas. É uma satisfação ver a Cléia, uma atleta que faz parte de um projeto incentivado pela Sejel, se destacando em nível mundial. Esse resultado veio para afirmar todo o trabalho que a Prefeitura faz, de fortalecer a inclusão social por meio do esporte”, disse.

   
Foto:Fernando Sette/Prefeitura de Belém
 

O Esporte Sem Barreiras foi criado em 2013 e atende 35 paratletas da modalidade basquetebol em cadeira de rodas. O programa tem como objetivo o resgate social de deficientes com o esporte.


Parapan-Americano


Os jogos do Pan-Americano irão de 23 de agosto a 1 de setembro. Além do basquete em cadeira de rodas o Brasil se classificou em mais 12 modalidades, entre as quais natação, judô e atletismo.  

     

TAG ADFPACléia Costabelemparabasquete cadeira rodas