Cidades

Assistência emergencial a venezuelanos é tema de audiências públicas no Senado

As reuniões serão realizadas nos dias 17, 18 e 19 e foram agendadas pela comissão mista que analisa a Medida Provisória 820/2018

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


   
Foto:Reprodução/Human Rights Watch
  Três audiências públicas no Senado, esta semana, vão debater estrutura de assistência emergencial voltada aos venezuelanos. As reuniões serão realizadas nos dias 17, 18 e 19 e foram agendadas pela comissão mista que analisa a Medida Provisória 820/2018.

A MP criou o Comitê Federal de Assistência Emergencial, responsável pela gestão de atendimento e definição de ações voltadas a esse fluxo migratório.

Nesta terça (17), a comissão vai ouvir representantes dos ministérios da Justiça, da Saúde, da Defesa e dos Direitos Humanos.

Na quarta-feira (18), a audiência será com representantes do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Organização Internacional do Trabalho, Organização Pan-Americana da Saúde, embaixada do Canadá e do Ministério Público do Trabalho.

Na quinta-feira (19), participam representantes da Procuradoria-Geral da República, da Defensoria Pública da União, da Universidade Federal de Roraima e de organizações não governamentais que atuam na defesa dos direitos humanos.

Segundo dados da Polícia Federal, cerca de 40 mil imigrantes da Venezuela estão na capital, Boa Vista, e, em Pacaraima, que faz fronteira com a nação vizinha, mantém-se uma média de 350 novos migrantes a cada dia. Três audiências públicas no Senado, esta semana, vão debater estrutura de assistência emergencial voltada aos venezuelanos. As reuniões serão realizadas nos dias 17, 18 e 19 e foram agendadas pela comissão mista que analisa a Medida Provisória 820/2018. A MP criou o Comitê Federal de Assistência Emergencial, responsável pela gestão de atendimento e definição de ações voltadas a esse fluxo migratório.Nesta terça (17), a comissão vai ouvir representantes dos ministérios da Justiça, da Saúde, da Defesa e dos Direitos Humanos.Na quarta-feira (18), a audiência será com representantes do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Organização Internacional do Trabalho, Organização Pan-Americana da Saúde, embaixada do Canadá e do Ministério Público do Trabalho.Na quinta-feira (19), participam representantes da Procuradoria-Geral da República, da Defensoria Pública da União, da Universidade Federal de Roraima e de organizações não governamentais que atuam na defesa dos direitos humanos.Segundo dados da Polícia Federal, cerca de 40 mil imigrantes da Venezuela estão na capital, Boa Vista, e, em Pacaraima, que faz fronteira com a nação vizinha, mantém-se uma média de 350 novos migrantes a cada dia. 

Cidades

Home > Noticias > null

Assistência emergencial a venezuelanos é tema de audiências públicas no Senado

As reuniões serão realizadas nos dias 17, 18 e 19 e foram agendadas pela comissão mista que analisa a Medida Provisória 820/2018

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


   
Foto:Reprodução/Human Rights Watch
  Três audiências públicas no Senado, esta semana, vão debater estrutura de assistência emergencial voltada aos venezuelanos. As reuniões serão realizadas nos dias 17, 18 e 19 e foram agendadas pela comissão mista que analisa a Medida Provisória 820/2018.

A MP criou o Comitê Federal de Assistência Emergencial, responsável pela gestão de atendimento e definição de ações voltadas a esse fluxo migratório.

Nesta terça (17), a comissão vai ouvir representantes dos ministérios da Justiça, da Saúde, da Defesa e dos Direitos Humanos.

Na quarta-feira (18), a audiência será com representantes do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Organização Internacional do Trabalho, Organização Pan-Americana da Saúde, embaixada do Canadá e do Ministério Público do Trabalho.

Na quinta-feira (19), participam representantes da Procuradoria-Geral da República, da Defensoria Pública da União, da Universidade Federal de Roraima e de organizações não governamentais que atuam na defesa dos direitos humanos.

Segundo dados da Polícia Federal, cerca de 40 mil imigrantes da Venezuela estão na capital, Boa Vista, e, em Pacaraima, que faz fronteira com a nação vizinha, mantém-se uma média de 350 novos migrantes a cada dia. Três audiências públicas no Senado, esta semana, vão debater estrutura de assistência emergencial voltada aos venezuelanos. As reuniões serão realizadas nos dias 17, 18 e 19 e foram agendadas pela comissão mista que analisa a Medida Provisória 820/2018. A MP criou o Comitê Federal de Assistência Emergencial, responsável pela gestão de atendimento e definição de ações voltadas a esse fluxo migratório.Nesta terça (17), a comissão vai ouvir representantes dos ministérios da Justiça, da Saúde, da Defesa e dos Direitos Humanos.Na quarta-feira (18), a audiência será com representantes do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Organização Internacional do Trabalho, Organização Pan-Americana da Saúde, embaixada do Canadá e do Ministério Público do Trabalho.Na quinta-feira (19), participam representantes da Procuradoria-Geral da República, da Defensoria Pública da União, da Universidade Federal de Roraima e de organizações não governamentais que atuam na defesa dos direitos humanos.Segundo dados da Polícia Federal, cerca de 40 mil imigrantes da Venezuela estão na capital, Boa Vista, e, em Pacaraima, que faz fronteira com a nação vizinha, mantém-se uma média de 350 novos migrantes a cada dia. 

TAG imigrantes venezuelanosaudiencia publicaSenadoAmazonia InternacionalVenezuelavenezuelanosassistencia social