Cidades

Após ter cão perdido, menina divulga cartaz desenhado à mão de "procura-se" e o encontra

O cartaz foi desenhado por Maria Luiza Sena, de 4 anos, e horas após a divulgação, o cão foi encontrado.


Com um cartaz desenhado à mão com canetinhas, a pequena Maria Luiza Sena, de 4 anos, anuncia que estava procurando seu cachorro Belo da raça poodle que estava desaparecido.
 
Foto: Divulgação
 

O anuncio que foi pregado em várias pontos de Boa Vista, Roraima, viralizou nas redes sociais, e avó conta, que a ideia surgiu da própria Maria. "Ela ficou triste e com dó ao mesmo tempo. Então, ficou fazendo desenhos do Belo quase a tarde inteira. Fez vários cartazes. Depois colocou tudo dentro de um saco, pôs a mochilinha nas costas e chamou o avô para pregá-los pelo bairro”, conta a avó em entrevista ao G1 Roraima.

A avó ainda sugeriu que o cartaz fosse feito com a foto de Belo, mas a pequena insistiu no desenho, pois o cachorro tinha sido tosado e na foto ainda estava peludo. 
 
Foto: Divulgação/Acervo Pessoal
 

Horas depois dos cartazes terem sido colados, os avós receberam uma ligação informando que uma mulher havia encontrado o poodle, e que já tinha sido avisada por crianças que viram o anúncio.

"Primeiro ela ficou estática, em seguida sorriu muito com ar de muita felicidade em tê-lo de volta. O Belo por sua vez demonstrou muita alegria com movimentos circulares em volta da Maria Luiza e muitos latidos", conta a avó sobre o reencontro do poodle Belo e Maria.


Cidades

Home > Noticias > null

Após ter cão perdido, menina divulga cartaz desenhado à mão de "procura-se" e o encontra

O cartaz foi desenhado por Maria Luiza Sena, de 4 anos, e horas após a divulgação, o cão foi encontrado.

Redação

jornalismo@portalamazonia.com


Com um cartaz desenhado à mão com canetinhas, a pequena Maria Luiza Sena, de 4 anos, anuncia que estava procurando seu cachorro Belo da raça poodle que estava desaparecido.
 
Foto: Divulgação
 

O anuncio que foi pregado em várias pontos de Boa Vista, Roraima, viralizou nas redes sociais, e avó conta, que a ideia surgiu da própria Maria. "Ela ficou triste e com dó ao mesmo tempo. Então, ficou fazendo desenhos do Belo quase a tarde inteira. Fez vários cartazes. Depois colocou tudo dentro de um saco, pôs a mochilinha nas costas e chamou o avô para pregá-los pelo bairro”, conta a avó em entrevista ao G1 Roraima.

A avó ainda sugeriu que o cartaz fosse feito com a foto de Belo, mas a pequena insistiu no desenho, pois o cachorro tinha sido tosado e na foto ainda estava peludo. 
 
Foto: Divulgação/Acervo Pessoal
 

Horas depois dos cartazes terem sido colados, os avós receberam uma ligação informando que uma mulher havia encontrado o poodle, e que já tinha sido avisada por crianças que viram o anúncio.

"Primeiro ela ficou estática, em seguida sorriu muito com ar de muita felicidade em tê-lo de volta. O Belo por sua vez demonstrou muita alegria com movimentos circulares em volta da Maria Luiza e muitos latidos", conta a avó sobre o reencontro do poodle Belo e Maria.

TAG roraimacao desaparecidoboa vistadesenho