Publicidade

Amazônia

Após condenação, empresas terão que devolver dinheiro desviado da Sudam

As empresas terão que devolver R$ 13 milhões aos cofres públicos, além de arcar com indenização por danos morais coletivos

Portal Amazônia, com informações da Radioagência Nacional

jornalismo@portalamazonia.com


A Justiça Federal condenou as empresas Agroindustrial Terranorte e Agropecuária Virtuosa ao pagamento de R$ 13 milhões para ressarcimento aos cofres públicos e indenização por danos morais coletivos provocados por desvios de recursos da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam).

Procuradores do Ministério Público Federal afirmam que as duas empresas receberam financiamento da Superintendência para instalação de unidades industriais de beneficiamento de produção na região de Altamira (PA), no final dos anos de 1990.

A decisão, proferida no final de março, foi divulgada nesta semana pelo MPF.

De acordo com o órgão, fiscalizações realizadas em campo constataram que os projetos de construção de indústrias nunca saíram do papel.

O responsável pela Agropecuária Virtuosa está viajando e não falou com a reportagem. Não conseguimos contato com a Agroindustrial Terranorte.

A SUDAM é uma Autarquia Federal que tem como missão promover o desenvolvimento includente e sustentável da Amazônia, assegurando a erradicação da miséria e a redução das desigualdades regionais.

Opens external link in new windowSentença


Amazônia

Home > Noticias > null

Após condenação, empresas terão que devolver dinheiro desviado da Sudam

As empresas terão que devolver R$ 13 milhões aos cofres públicos, além de arcar com indenização por danos morais coletivos

Portal Amazônia, com informações da Radioagência Nacional

jornalismo@portalamazonia.com


A Justiça Federal condenou as empresas Agroindustrial Terranorte e Agropecuária Virtuosa ao pagamento de R$ 13 milhões para ressarcimento aos cofres públicos e indenização por danos morais coletivos provocados por desvios de recursos da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam).

Procuradores do Ministério Público Federal afirmam que as duas empresas receberam financiamento da Superintendência para instalação de unidades industriais de beneficiamento de produção na região de Altamira (PA), no final dos anos de 1990.

A decisão, proferida no final de março, foi divulgada nesta semana pelo MPF.

De acordo com o órgão, fiscalizações realizadas em campo constataram que os projetos de construção de indústrias nunca saíram do papel.

O responsável pela Agropecuária Virtuosa está viajando e não falou com a reportagem. Não conseguimos contato com a Agroindustrial Terranorte.

A SUDAM é uma Autarquia Federal que tem como missão promover o desenvolvimento includente e sustentável da Amazônia, assegurando a erradicação da miséria e a redução das desigualdades regionais.

Opens external link in new windowSentença

TAG justica federalmultamulta empresasAltamirasudam