Cidades

Após comentário machista em sessão, deputada de RR aciona Conselho de Ética

Deputada roraimense Sheridan lamentou o fato de que infelizmente ainda é preciso lidar com esse tipo de comentário, considerado por ela uma exceção


Após ser chamada de "gostosa" durante a sessão que votou a denúncia contra o presidente Michel Temer, na última quarta-feira (2) a deputada roraimense Sheridan (PSDB-RR) entrou com representação no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados.

Durante a votação, após a chamada nominal, foi possível ouvir uma voz masculina se referindo à tucana de forma indecorosa. De acordo com reportagem publicada na versão on-line do jornal O Globo, a parlamentar, que não estava no plenário no momento do ocorrido, afirmou que é preciso apurar quem foi o responsável pelo comentário machista.

A deputada utilizou as redes sociais para denunciar o caso.

 

Ao Globo, ela lamentou o fato de que infelizmente ainda é preciso lidar com esse tipo de comentário, considerado por ela uma exceção. Na opinião da roraimense, as mulheres não devem se calar diante de comentários ofensivos."Não tem como deixar passar e só oficiar a Casa através da mesa (diretora) sobre o que houve. Vão ter que apurar, até porque nem sabem quem foi deles que fez a graça. Não é regra, mas as exceções se destacam, infelizmente temos que lidar, porém, não podemos calar", disse Sheridan.

À publicação, a tucano contou ainda que foi informada sobre o o ocorrido pela filha de 17 anos q, que ouviu ao assistir às transmissões da sessão. Ela garantiu que, apesar do comentário isolado, recebeu a solidariedade de outros colegas.

"Recebi o telefonema de muitos colegas, que visivelmente envergonhados, constrangidos, prestaram solidariedade", afirmou.

 

*Deixe o Portal Amazônia com a sua cara. Clique aqui e participe.


Cidades

Após comentário machista em sessão, deputada de RR aciona Conselho de Ética

Deputada roraimense Sheridan lamentou o fato de que infelizmente ainda é preciso lidar com esse tipo de comentário, considerado por ela uma exceção

Redação

jornalismo@portalamazonia.com


Após ser chamada de "gostosa" durante a sessão que votou a denúncia contra o presidente Michel Temer, na última quarta-feira (2) a deputada roraimense Sheridan (PSDB-RR) entrou com representação no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados.

Durante a votação, após a chamada nominal, foi possível ouvir uma voz masculina se referindo à tucana de forma indecorosa. De acordo com reportagem publicada na versão on-line do jornal O Globo, a parlamentar, que não estava no plenário no momento do ocorrido, afirmou que é preciso apurar quem foi o responsável pelo comentário machista.

A deputada utilizou as redes sociais para denunciar o caso.

 

Ao Globo, ela lamentou o fato de que infelizmente ainda é preciso lidar com esse tipo de comentário, considerado por ela uma exceção. Na opinião da roraimense, as mulheres não devem se calar diante de comentários ofensivos."Não tem como deixar passar e só oficiar a Casa através da mesa (diretora) sobre o que houve. Vão ter que apurar, até porque nem sabem quem foi deles que fez a graça. Não é regra, mas as exceções se destacam, infelizmente temos que lidar, porém, não podemos calar", disse Sheridan.

À publicação, a tucano contou ainda que foi informada sobre o o ocorrido pela filha de 17 anos q, que ouviu ao assistir às transmissões da sessão. Ela garantiu que, apesar do comentário isolado, recebeu a solidariedade de outros colegas.

"Recebi o telefonema de muitos colegas, que visivelmente envergonhados, constrangidos, prestaram solidariedade", afirmou.

 

*Deixe o Portal Amazônia com a sua cara. Clique aqui e participe.

TAG camara dos deputadosconselho de eticaRoraima