Publicidade

Economia

Home > Noticias > null

Amazônia vai receber US$ 65 milhões para ações de conservação

Repasse vai garantir mais de 100 unidades de conservação em território brasileiro por 25 anos

Portal Amazônia, com informações Agência Brasil


MANAUS - O Conselho do Fundo Global para o Meio Ambiente aprovou o repasse de US$ 65 milhões para ações de conservação, corte de emissões de carbono e gestão sustentável da terra na Amazônia brasileira. O valor foi aprovado nesta quarta-feira (21), em Washington.
Ao todo, US$ 115 milhões serão investidos pela entidade no Programa para a Amazônia, desenvolvido pela primeira vez entre Brasil, Colômbia e Peru. Juntos, os três países detêm 83% da Amazônia.De acordo com informações divulgadas pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), o repasse vai garantir mais de 100 unidades de conservação em território brasileiro por 25 anos. O recurso também vai assegurar a integração dessas unidades com ações de apoio ao reflorestamento e a atividades sustentáveis.Nos últimos dez anos, segundo o MMA, o Brasil reduziu em 82% o desmatamento na Amazônia, reconheceu 13% da região como terras indígenas e estabeleceu 27% como áreas protegidas.O Peru conta com uma Estratégia Nacional para Florestas e Mudanças Climáticas com foco na redução do desmatamento e das emissões de carbono. Na Colômbia, a expectativa é expandir o Parque Nacional Chiribiquete e consolidá-lo como parte de um programa maior de redução do desmatamento.
Economia

Amazônia vai receber US$ 65 milhões para ações de conservação

Repasse vai garantir mais de 100 unidades de conservação em território brasileiro por 25 anos

Portal Amazônia, com informações Agência Brasil


MANAUS - O Conselho do Fundo Global para o Meio Ambiente aprovou o repasse de US$ 65 milhões para ações de conservação, corte de emissões de carbono e gestão sustentável da terra na Amazônia brasileira. O valor foi aprovado nesta quarta-feira (21), em Washington.
Ao todo, US$ 115 milhões serão investidos pela entidade no Programa para a Amazônia, desenvolvido pela primeira vez entre Brasil, Colômbia e Peru. Juntos, os três países detêm 83% da Amazônia.De acordo com informações divulgadas pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), o repasse vai garantir mais de 100 unidades de conservação em território brasileiro por 25 anos. O recurso também vai assegurar a integração dessas unidades com ações de apoio ao reflorestamento e a atividades sustentáveis.Nos últimos dez anos, segundo o MMA, o Brasil reduziu em 82% o desmatamento na Amazônia, reconheceu 13% da região como terras indígenas e estabeleceu 27% como áreas protegidas.O Peru conta com uma Estratégia Nacional para Florestas e Mudanças Climáticas com foco na redução do desmatamento e das emissões de carbono. Na Colômbia, a expectativa é expandir o Parque Nacional Chiribiquete e consolidá-lo como parte de um programa maior de redução do desmatamento.

TAG