Publicidade

Esportes

Amazonense supera AVC para se tornar vice-campeão mundial de jiu-jitsu, em Abu Dhabi

Com mais de 20 anos de arte suave, Adriano é faixa preta e compete pela categoria pesadíssimo


Sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e ter como sequelas a perda da fala e de movimentos do corpo não foram suficientes para frear o lutador amazonense Adriano Gomes, 38, que se consagrou vice-campeão mundial de jiu-jitsu no Abu Dhabi World Pro Jiu-Jitsu Championship 2019, disputado no final de abril em Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos - EAU). Adriano contou com apoio da Prefeitura de Manaus.

 

Com mais de 20 anos de arte suave, Adriano é faixa preta e compete pela categoria pesadíssimo. Mas, há pelo menos sete anos ele precisou reaprender tudo para dar a volta por cima após sofrer um AVC e ter o lado direito do corpo paralisado, além de perder a fala.

 

Foto: Reprodução/Facebook 

O paratleta amazonense fez duas lutas, vencendo a primeira por pontos e perdendo a segunda por pontos também no Abu Dhabi, que é considerado um dos principais campeonatos de jiu-jitsu do mundo.

 

O amigo e parceiro de treino de Adriano, Daniel Melo, 38, conta que o lutador é um exemplo a ser seguido. “É um incentivo para o Adriano participar das competições internacionais. Quem tem o pensamento de desistir, o Adriano é um exemplo e incentivo para essas pessoas. Ele tem muito a nos ensinar sobre superação pelo exemplo de vida que ele nos dá”, afirmou.

 

Adriano se prepara para disputar agora o Campeonato Amazonense de Jiu-jitsu, além do 1º Campeonato Brasileiro de Jiu-jitsu para Paratletas, em Florianópolis (SC) e a seletiva para o Abu Dhabi de 2020, no Rio de Janeiro (RJ).

 

     

Esportes

Home > Noticias > null

Amazonense supera AVC para se tornar vice-campeão mundial de jiu-jitsu, em Abu Dhabi

Com mais de 20 anos de arte suave, Adriano é faixa preta e compete pela categoria pesadíssimo

Redação

jornalismo@portalamazonia.com


Sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e ter como sequelas a perda da fala e de movimentos do corpo não foram suficientes para frear o lutador amazonense Adriano Gomes, 38, que se consagrou vice-campeão mundial de jiu-jitsu no Abu Dhabi World Pro Jiu-Jitsu Championship 2019, disputado no final de abril em Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos - EAU). Adriano contou com apoio da Prefeitura de Manaus.

 

Com mais de 20 anos de arte suave, Adriano é faixa preta e compete pela categoria pesadíssimo. Mas, há pelo menos sete anos ele precisou reaprender tudo para dar a volta por cima após sofrer um AVC e ter o lado direito do corpo paralisado, além de perder a fala.

 

Foto: Reprodução/Facebook 

O paratleta amazonense fez duas lutas, vencendo a primeira por pontos e perdendo a segunda por pontos também no Abu Dhabi, que é considerado um dos principais campeonatos de jiu-jitsu do mundo.

 

O amigo e parceiro de treino de Adriano, Daniel Melo, 38, conta que o lutador é um exemplo a ser seguido. “É um incentivo para o Adriano participar das competições internacionais. Quem tem o pensamento de desistir, o Adriano é um exemplo e incentivo para essas pessoas. Ele tem muito a nos ensinar sobre superação pelo exemplo de vida que ele nos dá”, afirmou.

 

Adriano se prepara para disputar agora o Campeonato Amazonense de Jiu-jitsu, além do 1º Campeonato Brasileiro de Jiu-jitsu para Paratletas, em Florianópolis (SC) e a seletiva para o Abu Dhabi de 2020, no Rio de Janeiro (RJ).

 

     

TAG Jiu-Jitsu amazonense