Publicidade

Cidades

Home > Noticias > null

Alto comissário da ONU para refugiados pede apoio internacional a acolhida de venezuelanos

O representante da ONU também visitou abrigos em Boa Vista e Pacaraima, no estado de Roraima, e abrigos em Manaus, no Amazonas.

Portal Amazônia, com informações da Radioagência Nacional

jornalismo@portalamazonia.com


O alto comissário da Agência para Refugiados da ONU (Acnur), Filippo Grandi, afirmou que veio ao Brasil conhecer a situação pessoalmente para poder pedir à comunidade internacional mais recursos para que os países da região tenham a capacidade de acolher os milhões de venezuelanos.


O representante da ONU para refugiados esteve em Brasília onde se reuniu com os ministros da Justiça, das Relações Exteriores, da Casa Civil, da Cidadania e com um representante do ministério da Defesa que teriam garantido que a Operação Acolhida e a interiorização de venezuelanos vão continuar no Brasil.
Foto:Jackson Félix/Rede Amazônica

O país já transferiu de Roraima para outros estados mais de 12 mil imigrantes.
 

O representante da ONU também visitou abrigos em Boa Vista e Pacaraima, no estado de Roraima, e abrigos em Manaus, no Amazonas. Ele também fez uma visita de dois dias ao Chile, um dos países que tem recebido muitos venezuelanos.


O representante da ONU afirma que cerca de 4.3 milhões de venezuelanos migraram nos últimos anos e que esta é a maior onda de imigração da região de toda a história. Filipo Grandi também pediu que os países da região continuem de portas abertas para os venezuelanos.


Cidades

Alto comissário da ONU para refugiados pede apoio internacional a acolhida de venezuelanos

O representante da ONU também visitou abrigos em Boa Vista e Pacaraima, no estado de Roraima, e abrigos em Manaus, no Amazonas.

Portal Amazônia, com informações da Radioagência Nacional

jornalismo@portalamazonia.com


O alto comissário da Agência para Refugiados da ONU (Acnur), Filippo Grandi, afirmou que veio ao Brasil conhecer a situação pessoalmente para poder pedir à comunidade internacional mais recursos para que os países da região tenham a capacidade de acolher os milhões de venezuelanos.


O representante da ONU para refugiados esteve em Brasília onde se reuniu com os ministros da Justiça, das Relações Exteriores, da Casa Civil, da Cidadania e com um representante do ministério da Defesa que teriam garantido que a Operação Acolhida e a interiorização de venezuelanos vão continuar no Brasil.
Foto:Jackson Félix/Rede Amazônica

O país já transferiu de Roraima para outros estados mais de 12 mil imigrantes.
 

O representante da ONU também visitou abrigos em Boa Vista e Pacaraima, no estado de Roraima, e abrigos em Manaus, no Amazonas. Ele também fez uma visita de dois dias ao Chile, um dos países que tem recebido muitos venezuelanos.


O representante da ONU afirma que cerca de 4.3 milhões de venezuelanos migraram nos últimos anos e que esta é a maior onda de imigração da região de toda a história. Filipo Grandi também pediu que os países da região continuem de portas abertas para os venezuelanos.



TAG Filippo Grandialto comissário da Acnuracnur onuONUmanausroraimapacaraimaamazonas