Publicidade

Meio Ambiente

Aades e Ipaam se unem para diminuir a taxa de desmatamento no Amazonas

O projeto tem como objetivo a redução do desmatamento no Estado do Amazonas, utilizando os processos de regularização ambiental


De acordo com dados do Ministério do Meio Ambiente (MMA) o desmatamento na Amazônia cresceu significativamente entre 2017 e 2019, com mais de 7 mil km² derrubados. Pensando na redução desse quadro, a Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico e Social (Aades) e o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) fecharam uma parceria para o Plano de Trabalho e Contrato de Gestão do 'Projeto de redução do desmatamento pela inclusão à regularização ambiental'. 

O projeto tem como objetivo a redução do desmatamento no Estado do Amazonas, utilizando os processos de regularização ambiental com ações direcionadas à capacitação de equipe técnica; educação ambiental para público voltado à agricultura familiar e a promoção da regularização ambiental em imóveis rurais. 


Em entrevista ao Portal Amazônia, o presidente da Aades, Mike Ezequias dos Santos, afirmou que é importante que os órgãos responsáveis pelo meio ambiente se unam para criar ações. “Para esse projeto acontecer, a Aades entra como colaboradora e um instrumento para a execução dos planos de preservação, uma vez que temos a estrutura necessária e os equipamentos certos, além de realizar a contratação da mão de obra especializada, uma vez que o Ipaam fica deficitário devido ao número de pessoas na equipe”, explicou. 

Para dar o início ao projeto, a diretoria do Aades e Ipaam se reuniram para assinar o plano de trabalho feito exclusivamente para as ações envolvendo o desmatamento. Ele afirmou ainda que iniciativas como esta aumentam o número de empregos. “A expectativa é que o 'Projeto de redução do desmatamento pela inclusão à regularização ambiental' abra um leque de oportunidades para os amazonenses, ou seja, além de ajudarmos ao meio ambiente, causaremos um impacto no mercado de trabalho”, destacou Mike. 

Satisfeito com o projeto, o diretor-presidente do Ipaam, Juliano Marcos Valente, acredita que é tudo questão de tempo para que os resultados apareçam. “A parceria é simples, a gente consegue o subsídio do pessoal e a Aades pelo recrutamento, seleção, e claro, a capacitação. O mais importante no combate ao desmatamento não é operação tática, mas também através de pessoas qualificadas e equipamentos adequados. Hoje, consigo sobrepor imagens uma sobre a outra e verificar o tempo que aquela área está sendo suprimida, porém, é necessário o uso dos aparatos certos, essa também vai a parte do Aades”, contou.
 
Oportunidades

O segundo aditivo deste projeto, é a alteração para a contratação de cinco supervisores de cargos indeterminados e um técnico ambiental, que será chamado da lista de espera do Processo Seletivo Nº 032/2018.



Meio Ambiente

Home > Noticias > null

Aades e Ipaam se unem para diminuir a taxa de desmatamento no Amazonas

O projeto tem como objetivo a redução do desmatamento no Estado do Amazonas, utilizando os processos de regularização ambiental

Diego Oliveira

jornalismo@portalamazonia.com


De acordo com dados do Ministério do Meio Ambiente (MMA) o desmatamento na Amazônia cresceu significativamente entre 2017 e 2019, com mais de 7 mil km² derrubados. Pensando na redução desse quadro, a Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico e Social (Aades) e o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) fecharam uma parceria para o Plano de Trabalho e Contrato de Gestão do 'Projeto de redução do desmatamento pela inclusão à regularização ambiental'. 

O projeto tem como objetivo a redução do desmatamento no Estado do Amazonas, utilizando os processos de regularização ambiental com ações direcionadas à capacitação de equipe técnica; educação ambiental para público voltado à agricultura familiar e a promoção da regularização ambiental em imóveis rurais. 


Em entrevista ao Portal Amazônia, o presidente da Aades, Mike Ezequias dos Santos, afirmou que é importante que os órgãos responsáveis pelo meio ambiente se unam para criar ações. “Para esse projeto acontecer, a Aades entra como colaboradora e um instrumento para a execução dos planos de preservação, uma vez que temos a estrutura necessária e os equipamentos certos, além de realizar a contratação da mão de obra especializada, uma vez que o Ipaam fica deficitário devido ao número de pessoas na equipe”, explicou. 

Para dar o início ao projeto, a diretoria do Aades e Ipaam se reuniram para assinar o plano de trabalho feito exclusivamente para as ações envolvendo o desmatamento. Ele afirmou ainda que iniciativas como esta aumentam o número de empregos. “A expectativa é que o 'Projeto de redução do desmatamento pela inclusão à regularização ambiental' abra um leque de oportunidades para os amazonenses, ou seja, além de ajudarmos ao meio ambiente, causaremos um impacto no mercado de trabalho”, destacou Mike. 

Satisfeito com o projeto, o diretor-presidente do Ipaam, Juliano Marcos Valente, acredita que é tudo questão de tempo para que os resultados apareçam. “A parceria é simples, a gente consegue o subsídio do pessoal e a Aades pelo recrutamento, seleção, e claro, a capacitação. O mais importante no combate ao desmatamento não é operação tática, mas também através de pessoas qualificadas e equipamentos adequados. Hoje, consigo sobrepor imagens uma sobre a outra e verificar o tempo que aquela área está sendo suprimida, porém, é necessário o uso dos aparatos certos, essa também vai a parte do Aades”, contou.
 
Oportunidades

O segundo aditivo deste projeto, é a alteração para a contratação de cinco supervisores de cargos indeterminados e um técnico ambiental, que será chamado da lista de espera do Processo Seletivo Nº 032/2018.


TAG manausamazonasdesmatamentoprojetooportunidadeemprego