Cidades

11% dos bebês nascidos em Boa Vista este ano são filhos de venezuelanas

Maioria das imigrantes não fez pré-natal e já chega as maternidades para ganhar o bebê

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


Foram 253 nascimentos de filhos de venezuelanos na capital roraimense só nos três primeiros meses de 2018. O número já é quase metade dos nascidos ano passado na mesma situação: quando foram registrados 566 nascimentos de crianças filhas de mulheres do país vizinho. Os dados são da Secretária de Saúde do Estado de Roraima. O atendimento das gestantes venezuelanas é feito pelo Hospital Materno Infantil – o HMI.

De acordo com Moema Faria, apoiadora técnica da maternidade, a maioria das venezuelanas estão em situação de vulnerabilidade, não fizeram pré-natal e já chegam na maternidade para ganhar o bebê.

Moema Farias destacou que a maternidade teve que se readequar para a nova realidade, com a ampliação no número de leitos e profissionais de saúde, mas medicação e insumos têm acabado mais rápido.

Essas crianças são brasileiras têm assegurados todos os direitos. O Professor de Relações Internacionais da Universidade Federal de Roraima João Carlos Jarochinski, lembra que daqui a alguns anos esse brasileiro filho de migrantes poderá participar do processo eleitoral.

Os pais, por terem filhos brasileiros, terão a possibilidade de regularizar a situação como residentes mais rápido. O tempo de se naturalizar brasileiro diminui de quatro para um ano.

Cidades

Home > Noticias > null

11% dos bebês nascidos em Boa Vista este ano são filhos de venezuelanas

Maioria das imigrantes não fez pré-natal e já chega as maternidades para ganhar o bebê

Portal Amazônia, com informações da Agência Brasil

jornalismo@portalamazonia.com


Foram 253 nascimentos de filhos de venezuelanos na capital roraimense só nos três primeiros meses de 2018. O número já é quase metade dos nascidos ano passado na mesma situação: quando foram registrados 566 nascimentos de crianças filhas de mulheres do país vizinho. Os dados são da Secretária de Saúde do Estado de Roraima. O atendimento das gestantes venezuelanas é feito pelo Hospital Materno Infantil – o HMI.

De acordo com Moema Faria, apoiadora técnica da maternidade, a maioria das venezuelanas estão em situação de vulnerabilidade, não fizeram pré-natal e já chegam na maternidade para ganhar o bebê.

Moema Farias destacou que a maternidade teve que se readequar para a nova realidade, com a ampliação no número de leitos e profissionais de saúde, mas medicação e insumos têm acabado mais rápido.

Essas crianças são brasileiras têm assegurados todos os direitos. O Professor de Relações Internacionais da Universidade Federal de Roraima João Carlos Jarochinski, lembra que daqui a alguns anos esse brasileiro filho de migrantes poderá participar do processo eleitoral.

Os pais, por terem filhos brasileiros, terão a possibilidade de regularizar a situação como residentes mais rápido. O tempo de se naturalizar brasileiro diminui de quatro para um ano.

TAG recem nascido venezuelanos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
VOCÊ VIU ?