Educação

Pesquisas de satisfação sobre abastecimento de água e esgoto serão realizadas em Macapá

A ação é parte de uma cooperação técnica entre a Unifap e Caesa; pesquisas serão desenvolvidas por professores e acadêmicos


 

 

 

Foto: Divulgação

 

Realizar pesquisas socioeconômicas e de satisfação e identificar o perfil dos usuários dos serviços prestados pela Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa), contribuindo com o planejamento de políticas públicas de saneamento e com o serviço de água. Esse é o objetivo do projeto 'Estudo do sistema de abastecimento de água e esgoto do estado do Amapá', que será realizado a partir de um acordo de cooperação técnico-científica assinado nesta segunda-feira (12) entre a Universidade Federal do Amapá (Unifap) e a empresa estatal, em Macapá.

A reitora da Unifap, Eliane Superti, enfatizou durante o evento que o termo de cooperação une a Unifap e a Caesa em prol da população. "Essa conjugação de esforços no sentido de aproximar as duas instituições públicas que têm o atendimento à população como foco é muito importante, (...) pois colocará a Unifap à disposição para que todo esse esforço possa, de fato, chegar a êxito. Que a nossa sociedade se beneficie com o acordo", desejou.

O diretor-presidente da Caesa, Valdinei Amanajás, também ressaltou a importância da parceria entre as duas instituições para o benefício da população e que a Caesa dará todo o suporte necessário para que a Unifap desenvolva as pesquisas e ações do projeto. "Quem ganha com isso é a população, não só da cidade de Macapá, pois a nossa intenção é expandir também para outros municípios como Santana", informou.

A possibilidade do envolvimento de docentes e acadêmicos da Unifap no projeto foi lembrada pelo coordenador do projeto, Manuel Pinto. "Por meio do Laboratório de Ciências Sociais, esse projeto vai permitir que possamos trazer nossos alunos para a prática da pesquisa. É muito satisfatório celebrar esse termo de cooperação, muitos produtos sairão desse projeto e a Caesa poderá obter mais informações acerca de seus usuários para planejar políticas públicas mais justas e ampliar o horizonte do abastecimento de água e esgoto para toda a sociedade", disse.

O projeto

'Estudo do sistema de abastecimento de água e esgoto do estado do Amapá' é um projeto que coletará informações que serão necessárias para conhecimento de quais melhorias serão aplicadas com a implementação de novas obras de saneamento em Macapá.

As pesquisas serão desenvolvidas por professores e acadêmicos do curso de Ciências Sociais (Bacharelado e Licenciatura) que serão responsáveis pelo trabalho de campo (entrevistas e observações), sob a coordenação do Laboratório de Ciências Sociais da Unifap. A Caesa disponibilizará os recursos necessários para a realização do projeto e fará a seleção dos estudantes junto com a Unifap. Inicialmente, o acordo está previsto para ter a duração de três anos.

No decorrer da parceria, serão executadas ações como o levantamento socioeconômico de usuários, o desenvolvimento de atividades educativas (palestras, cartilhas, vídeos, teatro) ressaltando a importância da utilização racional dos recursos hídricos, a publicação de um livro sobre a história da Caesa, estudos sistematizados (monografias, dissertações, teses) sobre as políticas públicas na área do saneamento básico no estado do Amapá, entre outras. 


Educação

Pesquisas de satisfação sobre abastecimento de água e esgoto serão realizadas em Macapá

A ação é parte de uma cooperação técnica entre a Unifap e Caesa; pesquisas serão desenvolvidas por professores e acadêmicos

Redação

jornalismo@portalamazonia.com


 

 

 

Foto: Divulgação

 

Realizar pesquisas socioeconômicas e de satisfação e identificar o perfil dos usuários dos serviços prestados pela Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa), contribuindo com o planejamento de políticas públicas de saneamento e com o serviço de água. Esse é o objetivo do projeto 'Estudo do sistema de abastecimento de água e esgoto do estado do Amapá', que será realizado a partir de um acordo de cooperação técnico-científica assinado nesta segunda-feira (12) entre a Universidade Federal do Amapá (Unifap) e a empresa estatal, em Macapá.

A reitora da Unifap, Eliane Superti, enfatizou durante o evento que o termo de cooperação une a Unifap e a Caesa em prol da população. "Essa conjugação de esforços no sentido de aproximar as duas instituições públicas que têm o atendimento à população como foco é muito importante, (...) pois colocará a Unifap à disposição para que todo esse esforço possa, de fato, chegar a êxito. Que a nossa sociedade se beneficie com o acordo", desejou.

O diretor-presidente da Caesa, Valdinei Amanajás, também ressaltou a importância da parceria entre as duas instituições para o benefício da população e que a Caesa dará todo o suporte necessário para que a Unifap desenvolva as pesquisas e ações do projeto. "Quem ganha com isso é a população, não só da cidade de Macapá, pois a nossa intenção é expandir também para outros municípios como Santana", informou.

A possibilidade do envolvimento de docentes e acadêmicos da Unifap no projeto foi lembrada pelo coordenador do projeto, Manuel Pinto. "Por meio do Laboratório de Ciências Sociais, esse projeto vai permitir que possamos trazer nossos alunos para a prática da pesquisa. É muito satisfatório celebrar esse termo de cooperação, muitos produtos sairão desse projeto e a Caesa poderá obter mais informações acerca de seus usuários para planejar políticas públicas mais justas e ampliar o horizonte do abastecimento de água e esgoto para toda a sociedade", disse.

O projeto

'Estudo do sistema de abastecimento de água e esgoto do estado do Amapá' é um projeto que coletará informações que serão necessárias para conhecimento de quais melhorias serão aplicadas com a implementação de novas obras de saneamento em Macapá.

As pesquisas serão desenvolvidas por professores e acadêmicos do curso de Ciências Sociais (Bacharelado e Licenciatura) que serão responsáveis pelo trabalho de campo (entrevistas e observações), sob a coordenação do Laboratório de Ciências Sociais da Unifap. A Caesa disponibilizará os recursos necessários para a realização do projeto e fará a seleção dos estudantes junto com a Unifap. Inicialmente, o acordo está previsto para ter a duração de três anos.

No decorrer da parceria, serão executadas ações como o levantamento socioeconômico de usuários, o desenvolvimento de atividades educativas (palestras, cartilhas, vídeos, teatro) ressaltando a importância da utilização racional dos recursos hídricos, a publicação de um livro sobre a história da Caesa, estudos sistematizados (monografias, dissertações, teses) sobre as políticas públicas na área do saneamento básico no estado do Amapá, entre outras. 

TAG MacapáAmapaeducacaoacordo