Publicidade

Educação

Home > Educacao > null
Educação

Startups: estudantes de Mato Grosso são premiados com projetos inovadores

Uma das premiadas foi a fralda biodegradável, confeccionada a partir de um plástico feito do amido da mandioca


Estudantes do ensino médio integrado do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) conquistaram os dois primeiros lugares na Maratona Células Empreendedoras MT 2017, uma competição que estimula o empreendedorismo e premia os melhores trabalhos na área, realizada na semana passada em Cuiabá.

Entre as equipes vencedoras está a startup “Aminotec – Tecnologia com Aminoácidos” do IFMT - Campus Diamantino, com um aparelho que atrai e mata o mosquito da dengue.

Segundo o professor do IFMT Giovani Spinola e orientador da equipe Aminotec, a intenção era criar uma armadilha para os mosquitos. "Desenvolvemos um dispositivo que utiliza como base aminoácidos, que tem a capacidade de atrair os mosquitos, ou seja, criamos uma armadilha para matar os insetos", disse.
       
Aparelho para captura do mosquito | Foto: Divulgação
 
  Outra equipe também premiada foi a startup “Toper Bio – fraldas biodegradáveis” do IFMT - Campus Juína, que substituiu o plástico tradicional usado na confecção por um plástico de polímero natural feito a partir do amido da mandioca.

Mariana Nunes, uma das integrantes da equipe, falou do projeto e dos benefícios de uso do plástico biodegradável. "Substituímos o plástico de uma fralda tradicional, feita a partir do petróleo, por um bioplástico feito a partir do amido da mandioca, de forma ecológica e viável, por se tratar de um recurso natural renovável, com uma rápida decomposição em até 6 meses, diferente de uma fralda tradicional que demoraria até 600 anos para se decompor", disse.
       
Fralda Biodegradável | Foto: Divulgação
 
Spinola ainda afirma que as startups continuarão com as atividades e o desenvolvimento de nossas pesquisas, em suas respectivas áreas, e a Maratona de Células Empreendedoras se estenderá para outros estados, através de uma iniciativa do Ministério da Educação (MEC), com o objetivo de ajudar na resolução de problemas sociais.

Conheça as startups vencedoras no Células Empreendedoras:

1º Lugar – Aminotec – Dispositivo para atração e morte de mosquitos: Dispositivo contendo fórmula de Aminoácidos capaz de atrair e matar mosquitos e atuar na prevenção de doenças como: Febre Amarela, ZIKA, Dengue e Chikungunya. Composta por: Isabelly Holtman, Anna Clara Capistrano, Bianca Oliveira e Raphael Barroso – alunos dos cursos técnico integrado ao ensino médio do IFMT - Campus Diamantino.

2º Lugar – Toper Bio – Fraldas Biodegradáveis: Fraldas e absorventes feitos com plástico biodegradável a base de mandioca. Composta por: Mariana Sacht Nunes, Wagner Leandro Júnior, Anderson de Brito Almeida, Marcos Vinicius de Araújo Schmitt, Wanderson Perondi Lopes, Evandro Carlos de Oliveira – alunos dos cursos técnico integrado ao ensino médio do IFMT - Campus Juína.

Startups: estudantes de Mato Grosso são premiados com projetos inovadores

Uma das premiadas foi a fralda biodegradável, confeccionada a partir de um plástico feito do amido da mandioca

William Costa

william.costa@portalamazonia.com


Estudantes do ensino médio integrado do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) conquistaram os dois primeiros lugares na Maratona Células Empreendedoras MT 2017, uma competição que estimula o empreendedorismo e premia os melhores trabalhos na área, realizada na semana passada em Cuiabá.

Entre as equipes vencedoras está a startup “Aminotec – Tecnologia com Aminoácidos” do IFMT - Campus Diamantino, com um aparelho que atrai e mata o mosquito da dengue.

Segundo o professor do IFMT Giovani Spinola e orientador da equipe Aminotec, a intenção era criar uma armadilha para os mosquitos. "Desenvolvemos um dispositivo que utiliza como base aminoácidos, que tem a capacidade de atrair os mosquitos, ou seja, criamos uma armadilha para matar os insetos", disse.
       
Aparelho para captura do mosquito | Foto: Divulgação
 
  Outra equipe também premiada foi a startup “Toper Bio – fraldas biodegradáveis” do IFMT - Campus Juína, que substituiu o plástico tradicional usado na confecção por um plástico de polímero natural feito a partir do amido da mandioca.

Mariana Nunes, uma das integrantes da equipe, falou do projeto e dos benefícios de uso do plástico biodegradável. "Substituímos o plástico de uma fralda tradicional, feita a partir do petróleo, por um bioplástico feito a partir do amido da mandioca, de forma ecológica e viável, por se tratar de um recurso natural renovável, com uma rápida decomposição em até 6 meses, diferente de uma fralda tradicional que demoraria até 600 anos para se decompor", disse.
       
Fralda Biodegradável | Foto: Divulgação
 
Spinola ainda afirma que as startups continuarão com as atividades e o desenvolvimento de nossas pesquisas, em suas respectivas áreas, e a Maratona de Células Empreendedoras se estenderá para outros estados, através de uma iniciativa do Ministério da Educação (MEC), com o objetivo de ajudar na resolução de problemas sociais.

Conheça as startups vencedoras no Células Empreendedoras:

1º Lugar – Aminotec – Dispositivo para atração e morte de mosquitos: Dispositivo contendo fórmula de Aminoácidos capaz de atrair e matar mosquitos e atuar na prevenção de doenças como: Febre Amarela, ZIKA, Dengue e Chikungunya. Composta por: Isabelly Holtman, Anna Clara Capistrano, Bianca Oliveira e Raphael Barroso – alunos dos cursos técnico integrado ao ensino médio do IFMT - Campus Diamantino.

2º Lugar – Toper Bio – Fraldas Biodegradáveis: Fraldas e absorventes feitos com plástico biodegradável a base de mandioca. Composta por: Mariana Sacht Nunes, Wagner Leandro Júnior, Anderson de Brito Almeida, Marcos Vinicius de Araújo Schmitt, Wanderson Perondi Lopes, Evandro Carlos de Oliveira – alunos dos cursos técnico integrado ao ensino médio do IFMT - Campus Juína.

TAG aminotectoper bioifmtMato Grossoestudantestartup