Publicidade

Música

Show marca abertura oficial da 34ª edição do Festival da Canção de Itacoatiara

Este ano, o festival acontece de 4 a 7 de setembro, no município de Itacoatiara, e terá mais de 40 eventos paralelos


A musicalidade amazônica vai ganhar mais uma vez os holofotes com a 34ª edição do Festival da Canção de Itacoatiara. Nesta quarta-feira (15), a direção do evento realizou o lançamento do evento que acontecerá entre os dias 4, 5, 6 e 7 de setembro no município de Itacoatiara (distante a 165 quilômetros de Manaus). A festa de abertura foi organizada pela Associação dos Itacoatiarenses Residentes em Manaus (AIRMA).

 

Para dar tom a programação que será oferecida para a população durante o Fecani, em setembro, o evento de lançamento contou com a participação de bandas que são conhecidas no cenário musical do Amazonas, como o ‘Cordão do Marambaia’, com a participação especial de Nicolas Júnior, e ’Jukebox’, além da presença do DJ Rogério J, esquentando as pick-ups nos intervalos, e claro, a perfomance do grupo Gedam, que interpretam a música oficial do festival. 

 

 

         
Nicolas Júnior participou do lançamento do Fecani. Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia
 

 


A festa de lançamento reuniu empresários, artistas e a imprensa. De acordo com coordenador geral do Fecani, Manolo Olímpio, o principal objetivo do festival é incentivar a cultura e arte na Amazônia. “O Fecani é importante em todas as esferas culturais, por esse motivo, a cada ano, a gente tenta encontrar novos caminhos e incluir novas modalidades. Esse ano, por exemplo, vão ser 40 eventos paralelos ao festival”, afirmou. 

 

As inscrições para o Fecani iniciam na próxima segunda-feira (20), e podem ser feitas através do site oficial do evento. Ainda segundo Manolo, uma das competições paralelas abrirá oportunidade para participantes de todo o país, além da inclusão de Cuba, Colombia, Bolívia e Peru. “É uma oportunidade de mostrar o verdadeiro alcance do Fecani. Só lembrando aos artistas e compositores que as inscrições encerram no dia 13 de junho. Espero que todos participem e mostrem as belas composições criadas aqui”, pediu o coordenador do festival. 

 

 

         
Grupo de Dança Gedam realizou uma performance durante o lançamento do Fecani. Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia
 

 


O tema da 34ª edição do festival é “Ano Internacional das Línguas Indígenas”, e a logo oficial do Fecani, uma cobra engolindo a própria cauda, que significa eternidade, foi criada pelo artística plástico  Edgar Alecrim. “A Assembleia Geral da ONU declarou que 2019 seria o ano das Línguas Indígenas, então, usei o tema para construir a logomarca oficial do Fecani, afinal, as etnias tem o objetivo de preservar sua linguagem para sempre”, afirmou. 

 

 

História da musicalidade amazônica

 

O Festival da Canção de Itacoatiara (Fecani) nasceu de uma vontade de estimular a produção musical. No início, um pequeno Festival, que reunia compositores locais e de Manaus. Realizado na Praça da Matriz. Atualmente, o Fecani acontece no Centro Cultural Iracema Holanda, no feriado da semana da pátria.




O evento tomou outra proporção e ganhou adeptos, que todo o final de setembro se deslocavam de suas cidades para prestigiar as atrações.

 

 

           
Cobra simboliza eternidade. Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia
 
     

Música

Home > Cultura > null

Show marca abertura oficial da 34ª edição do Festival da Canção de Itacoatiara

Este ano, o festival acontece de 4 a 7 de setembro, no município de Itacoatiara, e terá mais de 40 eventos paralelos

Diego Oliveira

jornalismo@portalamazonia.com


A musicalidade amazônica vai ganhar mais uma vez os holofotes com a 34ª edição do Festival da Canção de Itacoatiara. Nesta quarta-feira (15), a direção do evento realizou o lançamento do evento que acontecerá entre os dias 4, 5, 6 e 7 de setembro no município de Itacoatiara (distante a 165 quilômetros de Manaus). A festa de abertura foi organizada pela Associação dos Itacoatiarenses Residentes em Manaus (AIRMA).

 

Para dar tom a programação que será oferecida para a população durante o Fecani, em setembro, o evento de lançamento contou com a participação de bandas que são conhecidas no cenário musical do Amazonas, como o ‘Cordão do Marambaia’, com a participação especial de Nicolas Júnior, e ’Jukebox’, além da presença do DJ Rogério J, esquentando as pick-ups nos intervalos, e claro, a perfomance do grupo Gedam, que interpretam a música oficial do festival. 

 

 

         
Nicolas Júnior participou do lançamento do Fecani. Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia
 

 


A festa de lançamento reuniu empresários, artistas e a imprensa. De acordo com coordenador geral do Fecani, Manolo Olímpio, o principal objetivo do festival é incentivar a cultura e arte na Amazônia. “O Fecani é importante em todas as esferas culturais, por esse motivo, a cada ano, a gente tenta encontrar novos caminhos e incluir novas modalidades. Esse ano, por exemplo, vão ser 40 eventos paralelos ao festival”, afirmou. 

 

As inscrições para o Fecani iniciam na próxima segunda-feira (20), e podem ser feitas através do site oficial do evento. Ainda segundo Manolo, uma das competições paralelas abrirá oportunidade para participantes de todo o país, além da inclusão de Cuba, Colombia, Bolívia e Peru. “É uma oportunidade de mostrar o verdadeiro alcance do Fecani. Só lembrando aos artistas e compositores que as inscrições encerram no dia 13 de junho. Espero que todos participem e mostrem as belas composições criadas aqui”, pediu o coordenador do festival. 

 

 

         
Grupo de Dança Gedam realizou uma performance durante o lançamento do Fecani. Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia
 

 


O tema da 34ª edição do festival é “Ano Internacional das Línguas Indígenas”, e a logo oficial do Fecani, uma cobra engolindo a própria cauda, que significa eternidade, foi criada pelo artística plástico  Edgar Alecrim. “A Assembleia Geral da ONU declarou que 2019 seria o ano das Línguas Indígenas, então, usei o tema para construir a logomarca oficial do Fecani, afinal, as etnias tem o objetivo de preservar sua linguagem para sempre”, afirmou. 

 

 

História da musicalidade amazônica

 

O Festival da Canção de Itacoatiara (Fecani) nasceu de uma vontade de estimular a produção musical. No início, um pequeno Festival, que reunia compositores locais e de Manaus. Realizado na Praça da Matriz. Atualmente, o Fecani acontece no Centro Cultural Iracema Holanda, no feriado da semana da pátria.




O evento tomou outra proporção e ganhou adeptos, que todo o final de setembro se deslocavam de suas cidades para prestigiar as atrações.

 

 

           
Cobra simboliza eternidade. Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia
 
     

TAG manausamazonasFecanifestivalmusicashow