Publicidade

Arte

Filha de Will Smith posta desenho de artista do Pará

O desenho de Willow foi feito em 2018. A estudante de artes da UFPA, Thays Chaves, tentou a sorte e enviou a obra para a cantora pelo direct


Natural de Ourém, no interior do Pará, a artista Thays Chaves ganhou destaque nas redes sociais nos últimos dias. Ela fez um desenho em aquarela da atriz Willow Smith, filha de Will Smith, conhecido no Brasil pelos trabalhos em ‘MIB - Homens de Preto’ e ‘Um Maluco no Peçado’, e a obra acabou sendo publicada pela artista norte-americana. Em entrevista ao Portal Amazônia, Thays, falou sobre a repercussão da foto que já conta com mais de 20 mil comentários.



 
Foto: Reprodução/Instagram
 

 


De acordo com Thays, o desenho de Willow foi feito em 2018. Ela tentou a sorte e enviou o material para a cantora pelo direct. “Depois que produzi o desenho, esperei um tempo e mandei uma mensagem,  pedi para a Willow olhar o desenho, mas pensei que nunca seria notada”, afirmou a jovem. Na madrugada do dia 24 de abril, Thays, recebeu uma notificação que a deixou surpresa. “Vi que ela havia marcado o meu arroba que é ’n.a.z.a.s.’, na hora pensei até que fosse brincadeira. O legal é que muitas pessoas gostaram”, explicou.

 

Apesar de ser de Ourém, a artista mora na capital do Pará, Belém, onde cursa o quinto semestre de Artes Visuais na Universidade Federal do Pará (UFPA). Ela contou ao Portal Amazônia que o desenho de Willow foi feito em aquarela, uma técnica inédita na carreira dela. “Foi a primeira vez que desenhei com aquarela, e resolvi usar a Willow como inspiração. Agora é continuar produzindo e mostrando as minhas habilidades em outras áreas da arte”, disse.

 

Segundo Thays, o lado artístico surgiu de forma natural. Sem qualquer outro artística na família, a jovem paraense afirma que através da arte, ela encontrou uma forma de expressão. “Quando jovem, sofri bastante com racismo, e a minha voz não era ouvida, agora consigo me expressar através do meu trabalho”, revelou. Ao lado de Ceci Bandeira, Thays, recentemente, assinou a curadoria da exposição “Quieto Como é Mantido”, com abras de 15 artistas negras. 

 

 

 

 


Arte

Home > Cultura > null

Filha de Will Smith posta desenho de artista do Pará

O desenho de Willow foi feito em 2018. A estudante de artes da UFPA, Thays Chaves, tentou a sorte e enviou a obra para a cantora pelo direct

Diego Oliveira

jornalismo@portalamazonia.com


Natural de Ourém, no interior do Pará, a artista Thays Chaves ganhou destaque nas redes sociais nos últimos dias. Ela fez um desenho em aquarela da atriz Willow Smith, filha de Will Smith, conhecido no Brasil pelos trabalhos em ‘MIB - Homens de Preto’ e ‘Um Maluco no Peçado’, e a obra acabou sendo publicada pela artista norte-americana. Em entrevista ao Portal Amazônia, Thays, falou sobre a repercussão da foto que já conta com mais de 20 mil comentários.



 
Foto: Reprodução/Instagram
 

 


De acordo com Thays, o desenho de Willow foi feito em 2018. Ela tentou a sorte e enviou o material para a cantora pelo direct. “Depois que produzi o desenho, esperei um tempo e mandei uma mensagem,  pedi para a Willow olhar o desenho, mas pensei que nunca seria notada”, afirmou a jovem. Na madrugada do dia 24 de abril, Thays, recebeu uma notificação que a deixou surpresa. “Vi que ela havia marcado o meu arroba que é ’n.a.z.a.s.’, na hora pensei até que fosse brincadeira. O legal é que muitas pessoas gostaram”, explicou.

 

Apesar de ser de Ourém, a artista mora na capital do Pará, Belém, onde cursa o quinto semestre de Artes Visuais na Universidade Federal do Pará (UFPA). Ela contou ao Portal Amazônia que o desenho de Willow foi feito em aquarela, uma técnica inédita na carreira dela. “Foi a primeira vez que desenhei com aquarela, e resolvi usar a Willow como inspiração. Agora é continuar produzindo e mostrando as minhas habilidades em outras áreas da arte”, disse.

 

Segundo Thays, o lado artístico surgiu de forma natural. Sem qualquer outro artística na família, a jovem paraense afirma que através da arte, ela encontrou uma forma de expressão. “Quando jovem, sofri bastante com racismo, e a minha voz não era ouvida, agora consigo me expressar através do meu trabalho”, revelou. Ao lado de Ceci Bandeira, Thays, recentemente, assinou a curadoria da exposição “Quieto Como é Mantido”, com abras de 15 artistas negras. 

 

 

 

 

TAG belemparawill smithwillow smithdesenhoartes