Variedades

Conheça oito brincadeiras que fizeram sucesso em Manaus

Brincadeiras como manja esconde, gemerson, queimada, peteca e cabo de guerra fizeram - e ainda fazem - parte da infância de muita gente


Em tempos de redes sociais, celulares modernos e games de última geração, muitas crianças acabam se privando de brincar com os amigos. Se você conhece essas brincadeiras, manja esconde, gemerson, queimada, peteca e cabo de guerra, fique tranquilo, isso significa que curtiu bem sua infância. Mas não se preocupe, o Portal Amazônia, preparou uma lista com brincadeiras que já foram sucesso entre a criançada. Confira:

Pular corda

"Um homem bateu em minha porta e eu abri. Senhoras e senhores ponham a mão no chão...", quem lembra dessa música? Geralmente, ao pular corda os participantes precisam cantar uma música e fazer tudo o que a mesma pede. É a brincadeira ideal para desafiar os amigos.

 

 

 

 

 

 

Foto: Reprodução/Shutterstock

 


Amarelinha

Uma das brincadeiras clássicas, a amarelinha, é diversão garantida. Os participantes precisam desenhar, com giz, pedaço de carvão ou resto de tijolo, casas numeradas que levam até o céu. 


 

 

Foto: Reprodução/Shutterstock

 


Queimada

Queimada exigia dos participantes uma ótima coordenação, afinal, era necessário 'queimar' todos os componentes do time adversário. Quando alguém é atingido pela bola é enviado para prisão, e precisa ajudar o time a continuar a brincadeira. 
 

 

 

 

 

Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia

 


Gemerson

Outro clássico, o Gemerson, consistia em desenhar no asfalto um quadrado com cinco círculos pequenos. Depois coloca no centro cinco pinchas, conhecida também como tampa de garrafa, então os times devem acertar as tampinhas e começar a brincadeira. O objetivo é desviar da bola e colocar todas as pinchas no lugar.

 

 

 

Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia

 


Manja

Segundo o professor Sérgio Freire, escritor do livro 'Amazonês', a palavra manja significa 'brincadeira infantil'. Existe uma variação quando se trata da brincadeira, como a manja esconde, manja pega e manja trepa, cada uma com suas regras e objetivos. Quem nunca saiu correndo desesperado pelas ruas do bairro para não ser pego pela 'manja' da vez?
 

 

 

Foto: Reprodução/Shutterstock

 


Cabo de Guerra

Força e resistência eram ingredientes indispensáveis para quem brincava de cabo de guerra. Com giz ou carvão era delimitado o campo da brincadeira, então no meio da corda era amarrado um pano, após a diversão das equipes a 'guerra começava'. O objetivo era arrastar o time adversário para dentro do seu campo.

 

 

 

Foto: Reprodução/Shutterstock

 

 


Bolinha de Gude

Uma das brincadeiras que destruiu amizades. O objetivo era acertar o máximo de bolinhas de gude ou petecas de seus amigos.

 

 

 

Foto: Reprodução/Shutterstock

 

 


Tacobol

O tacobol era sucesso entre as crianças. O objetivo era lançar a bola e derrubar uma lata ou garrafa pet do time adversário. Os tacos são usados para desviar a bola, a dupla que rebater deve cruzar os tacos. 


Variedades

Conheça oito brincadeiras que fizeram sucesso em Manaus

Brincadeiras como manja esconde, gemerson, queimada, peteca e cabo de guerra fizeram - e ainda fazem - parte da infância de muita gente

Redação

jornalismo@portalamazonia.com


Em tempos de redes sociais, celulares modernos e games de última geração, muitas crianças acabam se privando de brincar com os amigos. Se você conhece essas brincadeiras, manja esconde, gemerson, queimada, peteca e cabo de guerra, fique tranquilo, isso significa que curtiu bem sua infância. Mas não se preocupe, o Portal Amazônia, preparou uma lista com brincadeiras que já foram sucesso entre a criançada. Confira:

Pular corda

"Um homem bateu em minha porta e eu abri. Senhoras e senhores ponham a mão no chão...", quem lembra dessa música? Geralmente, ao pular corda os participantes precisam cantar uma música e fazer tudo o que a mesma pede. É a brincadeira ideal para desafiar os amigos.

 

 

 

 

 

 

Foto: Reprodução/Shutterstock

 


Amarelinha

Uma das brincadeiras clássicas, a amarelinha, é diversão garantida. Os participantes precisam desenhar, com giz, pedaço de carvão ou resto de tijolo, casas numeradas que levam até o céu. 


 

 

Foto: Reprodução/Shutterstock

 


Queimada

Queimada exigia dos participantes uma ótima coordenação, afinal, era necessário 'queimar' todos os componentes do time adversário. Quando alguém é atingido pela bola é enviado para prisão, e precisa ajudar o time a continuar a brincadeira. 
 

 

 

 

 

Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia

 


Gemerson

Outro clássico, o Gemerson, consistia em desenhar no asfalto um quadrado com cinco círculos pequenos. Depois coloca no centro cinco pinchas, conhecida também como tampa de garrafa, então os times devem acertar as tampinhas e começar a brincadeira. O objetivo é desviar da bola e colocar todas as pinchas no lugar.

 

 

 

Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia

 


Manja

Segundo o professor Sérgio Freire, escritor do livro 'Amazonês', a palavra manja significa 'brincadeira infantil'. Existe uma variação quando se trata da brincadeira, como a manja esconde, manja pega e manja trepa, cada uma com suas regras e objetivos. Quem nunca saiu correndo desesperado pelas ruas do bairro para não ser pego pela 'manja' da vez?
 

 

 

Foto: Reprodução/Shutterstock

 


Cabo de Guerra

Força e resistência eram ingredientes indispensáveis para quem brincava de cabo de guerra. Com giz ou carvão era delimitado o campo da brincadeira, então no meio da corda era amarrado um pano, após a diversão das equipes a 'guerra começava'. O objetivo era arrastar o time adversário para dentro do seu campo.

 

 

 

Foto: Reprodução/Shutterstock

 

 


Bolinha de Gude

Uma das brincadeiras que destruiu amizades. O objetivo era acertar o máximo de bolinhas de gude ou petecas de seus amigos.

 

 

 

Foto: Reprodução/Shutterstock

 

 


Tacobol

O tacobol era sucesso entre as crianças. O objetivo era lançar a bola e derrubar uma lata ou garrafa pet do time adversário. Os tacos são usados para desviar a bola, a dupla que rebater deve cruzar os tacos. 

TAG ManausAmazonasbrincadeiracriançasdia das criancas