Gastronomia

Chef acreano vai representar o Brasil em evento Internacional de Culinária

De família humilde, o jovem cozinheiro carrega uma história de luta e superação

Portal Amazônia, com informações da Agência Acre

jornalismo@portalamazonia.com


'Cozinhar é um modo de amar os outros'. A afirmação do escritor Mia Couto e se encaixa na vida do chef de cozinha acreano, Natalino dos Santos Lúcio, 21 anos, que vai representar o país no 1º Congresso de Integração Culinária do Vale – Valorizando Nossos Sabores, em Cochabamba (BO).

De origem simples, o jovem promove ações sociais em comunidades do Acre, com o intuito de incentivar a prática e os sabedores da arte da gastronomia no estado.

 

 

Foto: Reprodução/Facebook-Natalino dos Santos 

 


“A seleção estava sendo feita há mais ou menos um ano e ninguém sabia disso. Recebi o convite do presidente dos chefs de cozinha do Mercosul, que me comunicou que tinham duas vagas destinadas ao Brasil, uma foi ocupada por um chef mineiro e a outra por mim”, destacou Natalino, que compõe a equipe do Resort Hotel Amazônia Rio, na capital.

Amante da gastronomia, Natalino já cozinha profissionalmente desde os 16 anos. “Já trabalho com cozinha desde quando tinha 10 anos. Como estou no mercado há oito, decidi me graduar em Gastronomia e em breve concluo a minha formação”, frisou.

De família humilde, o jovem cozinheiro carrega uma história de luta e superação. Aos sete anos, perdeu o pai e teve que trabalhar como engraxate, para complementar a renda familiar.

Sobre a culinária acreana, observa, “nossa comida é mais temperada e as pessoas gostam de sentir o sabor do tempero do Acre”, afirmou.


Gastronomia

Chef acreano vai representar o Brasil em evento Internacional de Culinária

De família humilde, o jovem cozinheiro carrega uma história de luta e superação

Portal Amazônia, com informações da Agência Acre

jornalismo@portalamazonia.com


'Cozinhar é um modo de amar os outros'. A afirmação do escritor Mia Couto e se encaixa na vida do chef de cozinha acreano, Natalino dos Santos Lúcio, 21 anos, que vai representar o país no 1º Congresso de Integração Culinária do Vale – Valorizando Nossos Sabores, em Cochabamba (BO).

De origem simples, o jovem promove ações sociais em comunidades do Acre, com o intuito de incentivar a prática e os sabedores da arte da gastronomia no estado.

 

 

Foto: Reprodução/Facebook-Natalino dos Santos 

 


“A seleção estava sendo feita há mais ou menos um ano e ninguém sabia disso. Recebi o convite do presidente dos chefs de cozinha do Mercosul, que me comunicou que tinham duas vagas destinadas ao Brasil, uma foi ocupada por um chef mineiro e a outra por mim”, destacou Natalino, que compõe a equipe do Resort Hotel Amazônia Rio, na capital.

Amante da gastronomia, Natalino já cozinha profissionalmente desde os 16 anos. “Já trabalho com cozinha desde quando tinha 10 anos. Como estou no mercado há oito, decidi me graduar em Gastronomia e em breve concluo a minha formação”, frisou.

De família humilde, o jovem cozinheiro carrega uma história de luta e superação. Aos sete anos, perdeu o pai e teve que trabalhar como engraxate, para complementar a renda familiar.

Sobre a culinária acreana, observa, “nossa comida é mais temperada e as pessoas gostam de sentir o sabor do tempero do Acre”, afirmou.

TAG AcreRio Brancochef de cozinhasuperacao