Publicidade

Música

Home > Cultura > null

Alaídenegão chega a Porto Velho para duas apresentações

Banda amazonense será atração do Baile Du Norte e da primeira edição do Festival Mundo Novo

Redação

jornalismo@portalamazonia.com


Nesta semana, a Alaídenegão desembarca em Porto Velho para duas apresentações. A primeira será na quinta-feira (14/11), no Baile Du Norte, no Zé Beer; e, no sábado (16/11), a banda subirá ao palco do Festival Mundo Novo, no Oásis Camping Club, onde dividirá a noite com atrações como Gabriel o Pensador, Mandragora, 3030, Selvagens à Procura de Lei, Volkoder, Pimpo Gama, Dashdot, Fancy Inc, Banda Fuze, Future Class, SóCiro, Gabriê e Los Porongas.

 

Pela segunda vez na capital de Rondônia, o grupo amazonense mostrará ao público local desde os clássicos como “Tecendo o Som”, “Banzeiro”, “Batom na Cueca” e “Rabeta” até as composições novas, que estão em fase de gravação e vão fazer parte do próximo disco, com previsão para o primeiro semestre de 2020. O vocalista e guitarrista Davi Escobar adianta que a Alaídenegão segue em estúdio, trabalhando uma série de músicas, incluindo versões, uma característica no repertório da banda.

 

   
Foto: Michael Dantas/Divulgação
 

“Ficamos muito felizes quando surgem oportunidades de participar da cena nortista com muitos artistas do Brasil, é uma conexão fundamental para a banda se manter pulsante, respirando as novidades do cenário musical, principalmente com nossos vizinhos do Norte”, afirma o cantor. “Nós também vamos levar o que estamos fazendo de novo por aqui”. 

 

Escobar destaca que, por conta da pesquisa realizada pelo grupo sobre a música de beiradão, o setlist traz ainda releituras de sucessos dos anos 80, como ‘Xangô’, do Magalhães da Guitarra; ‘Chamego de Mulher’, do Oseas da Guitarra; e ‘Brincando com as Cordas’, do André Amazonas”. Ele explica que as músicas compõem o documentário “A Poética dos Beiradões”, projeto contemplado pelo Natura Musical e assinatura da Cauxi Produtora Cultural.

 

Referência

 

Segundo um dos organizadores do Mundo Novo, Vinicius Fernandes, o nome da Alaídenegão para o line-up de estreia do festival foi definido a partir de pedidos do público.

 

“A banda surgiu para nós como uma referência em Manaus, através de várias pessoas e, a pedido do público, não podíamos iniciar esse projeto sem eles”, conta o produtor. “Eles regravaram uma música famosa em Porto Velho, que é ‘Piranha’, de Alípio Martins; e quando tivemos conhecimento disso, fizemos o convite. A expectativa pelo show deles é gigantesca”.
 

 

Com estrutura de três palcos, praça de alimentação e brinquedos radicais como uma tirolesa de 30 metros, o evento tem como proposta reunir diversos gêneros musicais como rock, pop, reggae, rap, entre outros. Os ingressos para o Mundo Novo estão disponíveis no Sympla (https://www.sympla.com.br/festival-mundo-novo__603832).

 

Música

Alaídenegão chega a Porto Velho para duas apresentações

Banda amazonense será atração do Baile Du Norte e da primeira edição do Festival Mundo Novo


Nesta semana, a Alaídenegão desembarca em Porto Velho para duas apresentações. A primeira será na quinta-feira (14/11), no Baile Du Norte, no Zé Beer; e, no sábado (16/11), a banda subirá ao palco do Festival Mundo Novo, no Oásis Camping Club, onde dividirá a noite com atrações como Gabriel o Pensador, Mandragora, 3030, Selvagens à Procura de Lei, Volkoder, Pimpo Gama, Dashdot, Fancy Inc, Banda Fuze, Future Class, SóCiro, Gabriê e Los Porongas.

 

Pela segunda vez na capital de Rondônia, o grupo amazonense mostrará ao público local desde os clássicos como “Tecendo o Som”, “Banzeiro”, “Batom na Cueca” e “Rabeta” até as composições novas, que estão em fase de gravação e vão fazer parte do próximo disco, com previsão para o primeiro semestre de 2020. O vocalista e guitarrista Davi Escobar adianta que a Alaídenegão segue em estúdio, trabalhando uma série de músicas, incluindo versões, uma característica no repertório da banda.

 

   
Foto: Michael Dantas/Divulgação
 

“Ficamos muito felizes quando surgem oportunidades de participar da cena nortista com muitos artistas do Brasil, é uma conexão fundamental para a banda se manter pulsante, respirando as novidades do cenário musical, principalmente com nossos vizinhos do Norte”, afirma o cantor. “Nós também vamos levar o que estamos fazendo de novo por aqui”. 

 

Escobar destaca que, por conta da pesquisa realizada pelo grupo sobre a música de beiradão, o setlist traz ainda releituras de sucessos dos anos 80, como ‘Xangô’, do Magalhães da Guitarra; ‘Chamego de Mulher’, do Oseas da Guitarra; e ‘Brincando com as Cordas’, do André Amazonas”. Ele explica que as músicas compõem o documentário “A Poética dos Beiradões”, projeto contemplado pelo Natura Musical e assinatura da Cauxi Produtora Cultural.

 

Referência

 

Segundo um dos organizadores do Mundo Novo, Vinicius Fernandes, o nome da Alaídenegão para o line-up de estreia do festival foi definido a partir de pedidos do público.

 

“A banda surgiu para nós como uma referência em Manaus, através de várias pessoas e, a pedido do público, não podíamos iniciar esse projeto sem eles”, conta o produtor. “Eles regravaram uma música famosa em Porto Velho, que é ‘Piranha’, de Alípio Martins; e quando tivemos conhecimento disso, fizemos o convite. A expectativa pelo show deles é gigantesca”.
 

 

Com estrutura de três palcos, praça de alimentação e brinquedos radicais como uma tirolesa de 30 metros, o evento tem como proposta reunir diversos gêneros musicais como rock, pop, reggae, rap, entre outros. Os ingressos para o Mundo Novo estão disponíveis no Sympla (https://www.sympla.com.br/festival-mundo-novo__603832).

 


TAG AlaidenegaoPorto Velho