Mazé Mourão

Uber em Manô!

Em tempos bicudos, qualquer benefício é dinheiro. Portanto, nada de dor de cotovelo. Competição limpa porque, no final, todos saem ganhando

Mazé Mourão


Depois de várias danças e contradanças a empresa de transporte surge bela e formosa nesta Manaus de Mil Contrastes (licença poética). Vamos aos fatos. “Quem não dá assistência, abre concorrência”, já dizia a sábia Leonor Mourão, minha mãe. Ou seja, as cooperativas, empresas de táxis, jacarés e afins devem se modernizar para competir no mercado.

Tipo assim, carro higienizado, motorista uniformizado, cartão de crédito e débito a postos, troco disponível, mesmo que seja a primeira corrida e, para fechar a conta, desconto para fidelizar o cliente! Em tempos bicudos, qualquer benefício é dinheiro. Portanto, nada de dor de cotovelo. Competição limpa porque, no final, todos saem ganhando. Até.

 

 

 

 

Foto: Reprodução/Shutterstock

 


Mazé Mourão

Uber em Manô!

Em tempos bicudos, qualquer benefício é dinheiro. Portanto, nada de dor de cotovelo. Competição limpa porque, no final, todos saem ganhando

Mazé Mourão


Depois de várias danças e contradanças a empresa de transporte surge bela e formosa nesta Manaus de Mil Contrastes (licença poética). Vamos aos fatos. “Quem não dá assistência, abre concorrência”, já dizia a sábia Leonor Mourão, minha mãe. Ou seja, as cooperativas, empresas de táxis, jacarés e afins devem se modernizar para competir no mercado.

Tipo assim, carro higienizado, motorista uniformizado, cartão de crédito e débito a postos, troco disponível, mesmo que seja a primeira corrida e, para fechar a conta, desconto para fidelizar o cliente! Em tempos bicudos, qualquer benefício é dinheiro. Portanto, nada de dor de cotovelo. Competição limpa porque, no final, todos saem ganhando. Até.

 

 

 

 

Foto: Reprodução/Shutterstock

 

TAG Maze MouraoartigoarticulistaUber