Mazé Mourão

Pão com tucumã

Mazé Mourão

mazemanaus@gmail.com


Não sei vocês, mas sinto muita fome quando vejo os BBBs 18 fazendo comida, cortando frutas ou verduras. Outro dia, saí para comprar laranja, só de ver a mineira descascando e comendo uma, com tanto gosto, que me deu água na boca. Na primeira refeição que eles fizeram todos juntos, no domingo, procurei em todos os meus armários um pacote de feijão e joguei os grãos na panela de pressão.

Sinceramente, nunca comi algo com tanto gosto.

Agora, o que mais me impressiona nessa turma das mais diferentes personalidades, digamos assim, que todos eles cozinham. Vejo aquele Caruso fazendo um arroz com tanta dedicação e esmero que chega a ser meigo.

Outro dia, vi a dedicação incrível de como o Viegas fritou dois ovos que mais parecia um anuncio de margarina e não um confinamento.

Gosto de cozinhar. E de comer, também. Um pão com tucumã, sem passar na chapa – caso contrário o fruto altera o sabor – tem seu valor.

Com café, então, é simplesmente a iguaria dos deuses. Aí, imaginei essa nossa gastronomia na mesa dos integrantes da ‘Casa Mais Vigiada do Mundo’.

Aliás, já tivemos uma amazonense por lá, mas nunca lembraram de presentear a moça com um X-Caboquinho.

Ah, eu colocava no toco. Quero e pronto. Podia mandar buscar aqui ‘Nos Primos’, uma calçada que fica na Rua Amapá, que não tem erro. É o melhor. Chego, então, a uma grande conclusão. Eles até podem cozinhar bem, mas não sabem o que é a melhor comida do mundo. A da terra da gente. Até.

Mazé Mourão

Home > Articulistas > Maze-mourao

Pão com tucumã

Mazé Mourão

mazemanaus@gmail.com


Não sei vocês, mas sinto muita fome quando vejo os BBBs 18 fazendo comida, cortando frutas ou verduras. Outro dia, saí para comprar laranja, só de ver a mineira descascando e comendo uma, com tanto gosto, que me deu água na boca. Na primeira refeição que eles fizeram todos juntos, no domingo, procurei em todos os meus armários um pacote de feijão e joguei os grãos na panela de pressão.

Sinceramente, nunca comi algo com tanto gosto.

Agora, o que mais me impressiona nessa turma das mais diferentes personalidades, digamos assim, que todos eles cozinham. Vejo aquele Caruso fazendo um arroz com tanta dedicação e esmero que chega a ser meigo.

Outro dia, vi a dedicação incrível de como o Viegas fritou dois ovos que mais parecia um anuncio de margarina e não um confinamento.

Gosto de cozinhar. E de comer, também. Um pão com tucumã, sem passar na chapa – caso contrário o fruto altera o sabor – tem seu valor.

Com café, então, é simplesmente a iguaria dos deuses. Aí, imaginei essa nossa gastronomia na mesa dos integrantes da ‘Casa Mais Vigiada do Mundo’.

Aliás, já tivemos uma amazonense por lá, mas nunca lembraram de presentear a moça com um X-Caboquinho.

Ah, eu colocava no toco. Quero e pronto. Podia mandar buscar aqui ‘Nos Primos’, uma calçada que fica na Rua Amapá, que não tem erro. É o melhor. Chego, então, a uma grande conclusão. Eles até podem cozinhar bem, mas não sabem o que é a melhor comida do mundo. A da terra da gente. Até.

TAG tucumaalimentosMaze Mouraoartigoarticulista

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
VOCÊ VIU ?