Mazé Mourão

ABRA SUAS ASAS...

Porque em dezembro, janeiro e fevereiro, alta temporada, tudo muda, inclusive o prazer de viver em um Rio de Janeiro quase interiorano

Mazé Mourão

mazemanaus@gmail.com


É a chance de quem vem ao Rio de Janeiro, nesta época, de não enfrentar filas de espera, preços altos e o calor do verão carioca,  para assistir aos musicais e peças de teatro lançados agora, na baixa temporada. Porque em dezembro, janeiro e fevereiro, alta temporada,  tudo muda, inclusive o prazer de viver em um Rio de Janeiro quase interiorano! Então, recomendo tudo que eu vi porque vale a pena, mesmo, conferir esses musicais com belíssimos cenários, figurinos incríveis e produções fantásticas!

 
Foto: Mazé Mourão/Portal Amazônia
MUITAS ÁGUAS

O fio condutor é a mãe da Letícia Sabatella, Marilza, que fez um show autoral no Teatro dos 4. Mas, no dia que fui ao teatro, assistir Muitas Águas, infelizmente ela não compareceu, porque teve uma arritmia cardíaca e não foi autorizada a entrar no palco.  A filha e atriz de televisão, levou o espetáculo, na ausência materna. O melhor momento é a Festa de Folia, uma homenagem ao Velho Chico, que Sabatella, há algum tempo, ficou em greve de fome para o Governo não mudar o curso do rio. Enfim, o que interessa é que gostaria muito de ver o show com a dona Marilza. Mas, valeu!

 
Foto: Mazé Mourão/Portal Amazônia
PIPPIN

Ver a fugaz atuação de Nicette Bruno em Pippin, foi um deleite! O musical, com texto que remete à Idade Média, mas o personagem Pippin tem os mesmos anseios e dilemas dos jovens contemporâneos. Totia Meireles está bem, Jonas Bloch perfeito, e o visagismo de Beto Carramanhos é irretocável. A direção e produção dispensam comentários com os experts Claudio Botelho e Charles Möeller.

 
Foto: Mazé Mourão/Portal Amazônia

ISAURA GARCIA - O MUSICAL

Fiquei impactada com a produção do musical Isaura! O figurino de Fause Haten maravilhoso, chique, elegante! A atriz Rosa Maria Murtinho, faz Isaura na idade madura, é um show à parte! Quando ela samba, a plateia delira! A produção, feita por meio de projeção, é moderna e fantástica!

 
Foto: Mazé Mourão/Portal Amazônia
 


DIAS FRENÉTICOS
Para quem viveu aquela época, dá vontade de entrar no palco e fazer parte do elenco! Aos mais novos, uma explosão de alegria! A história contada, e muito bem contada,  por Nelsinho Motta, sobre uma boate que só funcionou por quatro meses!Débora Colker cuidou perfeitamente bem da performance dos atores e é de tirar o fôlego! Um detalhe importante: o elenco, todo o elenco, vem para o hall cumprimentar a plateia que sai cantar cantarolando: “abra suas asas ... “ O espetáculo merece nota 10!

 
Foto: Mazé Mourão/Portal Amazônia
 

Mazé Mourão

Home > Articulistas > Maze-mourao

ABRA SUAS ASAS...

Porque em dezembro, janeiro e fevereiro, alta temporada, tudo muda, inclusive o prazer de viver em um Rio de Janeiro quase interiorano

Mazé Mourão

mazemanaus@gmail.com


É a chance de quem vem ao Rio de Janeiro, nesta época, de não enfrentar filas de espera, preços altos e o calor do verão carioca,  para assistir aos musicais e peças de teatro lançados agora, na baixa temporada. Porque em dezembro, janeiro e fevereiro, alta temporada,  tudo muda, inclusive o prazer de viver em um Rio de Janeiro quase interiorano! Então, recomendo tudo que eu vi porque vale a pena, mesmo, conferir esses musicais com belíssimos cenários, figurinos incríveis e produções fantásticas!

 
Foto: Mazé Mourão/Portal Amazônia
MUITAS ÁGUAS

O fio condutor é a mãe da Letícia Sabatella, Marilza, que fez um show autoral no Teatro dos 4. Mas, no dia que fui ao teatro, assistir Muitas Águas, infelizmente ela não compareceu, porque teve uma arritmia cardíaca e não foi autorizada a entrar no palco.  A filha e atriz de televisão, levou o espetáculo, na ausência materna. O melhor momento é a Festa de Folia, uma homenagem ao Velho Chico, que Sabatella, há algum tempo, ficou em greve de fome para o Governo não mudar o curso do rio. Enfim, o que interessa é que gostaria muito de ver o show com a dona Marilza. Mas, valeu!

 
Foto: Mazé Mourão/Portal Amazônia
PIPPIN

Ver a fugaz atuação de Nicette Bruno em Pippin, foi um deleite! O musical, com texto que remete à Idade Média, mas o personagem Pippin tem os mesmos anseios e dilemas dos jovens contemporâneos. Totia Meireles está bem, Jonas Bloch perfeito, e o visagismo de Beto Carramanhos é irretocável. A direção e produção dispensam comentários com os experts Claudio Botelho e Charles Möeller.

 
Foto: Mazé Mourão/Portal Amazônia

ISAURA GARCIA - O MUSICAL

Fiquei impactada com a produção do musical Isaura! O figurino de Fause Haten maravilhoso, chique, elegante! A atriz Rosa Maria Murtinho, faz Isaura na idade madura, é um show à parte! Quando ela samba, a plateia delira! A produção, feita por meio de projeção, é moderna e fantástica!

 
Foto: Mazé Mourão/Portal Amazônia
 


DIAS FRENÉTICOS
Para quem viveu aquela época, dá vontade de entrar no palco e fazer parte do elenco! Aos mais novos, uma explosão de alegria! A história contada, e muito bem contada,  por Nelsinho Motta, sobre uma boate que só funcionou por quatro meses!Débora Colker cuidou perfeitamente bem da performance dos atores e é de tirar o fôlego! Um detalhe importante: o elenco, todo o elenco, vem para o hall cumprimentar a plateia que sai cantar cantarolando: “abra suas asas ... “ O espetáculo merece nota 10!

 
Foto: Mazé Mourão/Portal Amazônia
 

TAG Maze Mouraoartigoarticulistamusical