Manaus Selvagem

Jacaré-coroa

O réptil vive nos rios e igarapés da região de Manaus e pode chegar a 1,5 m de comprimento. Saiba mais no artigo de estreia da equipe do Manaus Selvagem

Equipe Manaus Selvagem

jornalismo@portalamazonia.com


 

 

 

 

A equipe do Manaus Selvagem flagrou um jacaré-coroa nos arredores de Manaus. Foto: Manaus Selvagem

 

Também conhecido como jacaré- curuá ou caimão-de-cara-lisa, este jacaré é um animal belo, temido por muitos, e pode alcançar cerca de 1,5 metros (m) de comprimento. Pertencente ao grupo dos répteis, tem como característica uma pele seca e impermeável, rica em queratina, uma substância que ajuda a protegê-lo contra a desidratação.

Há registro da ocorrência desta espécie Paleosuchus trigonatus em grande parte da Amazônia brasileira, principalmente em rios, e igarapés. Podemos dizer que principal ameaça ao jacaré-coroa é a fragmentação do seu habitat natural devido ao desmatamento, além da caça.

Ainda não há estimativa da população da espécie. Um dos fatores que contribuem para isso é o difícil acesso aos seus habitats naturais em muitas partes da Amazônia.

Estudos da população desta jacaré na região de Manaus, possivelmente, podem indicar redução de volume e na qualidade dos seus habitats naturais, mas cientistas acreditam que a sua população ainda não tenha sofrido redução expressiva.

sua alimentação geralmente é composta por outros animais terrestres, como cobras, mamíferos e há até registros de sapos fazendo parte dessa dieta.

Mais informações sobre este e outros animais selvagens da região de Manaus você vê no programa Manaus Selvagem No Amazonsat, ou no site manausselvagem.com.br.


Manaus Selvagem

Jacaré-coroa

O réptil vive nos rios e igarapés da região de Manaus e pode chegar a 1,5 m de comprimento. Saiba mais no artigo de estreia da equipe do Manaus Selvagem

Equipe Manaus Selvagem

jornalismo@portalamazonia.com


 

 

 

 

A equipe do Manaus Selvagem flagrou um jacaré-coroa nos arredores de Manaus. Foto: Manaus Selvagem

 

Também conhecido como jacaré- curuá ou caimão-de-cara-lisa, este jacaré é um animal belo, temido por muitos, e pode alcançar cerca de 1,5 metros (m) de comprimento. Pertencente ao grupo dos répteis, tem como característica uma pele seca e impermeável, rica em queratina, uma substância que ajuda a protegê-lo contra a desidratação.

Há registro da ocorrência desta espécie Paleosuchus trigonatus em grande parte da Amazônia brasileira, principalmente em rios, e igarapés. Podemos dizer que principal ameaça ao jacaré-coroa é a fragmentação do seu habitat natural devido ao desmatamento, além da caça.

Ainda não há estimativa da população da espécie. Um dos fatores que contribuem para isso é o difícil acesso aos seus habitats naturais em muitas partes da Amazônia.

Estudos da população desta jacaré na região de Manaus, possivelmente, podem indicar redução de volume e na qualidade dos seus habitats naturais, mas cientistas acreditam que a sua população ainda não tenha sofrido redução expressiva.

sua alimentação geralmente é composta por outros animais terrestres, como cobras, mamíferos e há até registros de sapos fazendo parte dessa dieta.

Mais informações sobre este e outros animais selvagens da região de Manaus você vê no programa Manaus Selvagem No Amazonsat, ou no site manausselvagem.com.br.

TAG Amazônia LegalManaus Selvagemarticulistasjacaréjacaré-coroa