Flávio Lauria

Enamorado


Tenho uma amiga que em uma mensagem pelo WhatsApp, sugeriu-me: no dia dos namorados se curta, se enamore, e fiquei a analisar essa sugestão. Na verdade, quem não tem namorada nesse dia tem que se enamorar mesmo. Seja enamorado! Isso mesmo! Seja enamorado… mostre-se apaixonado, mas não por alguém, por si, pelo mundo, por um motivo além do físico, por pensamentos, palavras, ideais, pela vida!
 
Foto:Reprodução/Shuterstock
    Não há algo mais grandioso e belo que o viver. Preocupe-se menos nesse dia em planejar que o próximo será acompanhado, não sinta raiva ou desprezo por casais já existentes, não se sinta péssimo pelo término no dia dos namorados, ame e fuja do real significado desta data e preze pelo significado que ela deveria ter, você verá tudo ao seu redor tornar-se mais bonito e prazeroso, até esquecerá que tal dia é o dia dos namorados.

Independentemente da data, o conceito e o sentimento envolvidos na comemoração do dia dos namorados são os mesmos em todos os países. A data é uma bela oportunidade para demonstrações de amor e carinho.

Pra alguns, talvez o dia dos namorados seja realmente uma data especial, como o dia dos pais, mães, crianças e todos esse festival de “dias comemorativos” sejam de fato significativos, por um (diversos) momento o comércio conseguiu usar o sentimentalismo ao seu favor para venda de produtos que são correlatos a data: presentes relacionados ao amor e paixão no dia dos namorados e dia das mães; algo “masculino” que exalte essa masculinidade e/ou mais simples no dia dos pais. Estou aqui para falar exclusivamente do dia dos namorados, mas não a data em si, mas seu significado.

Será mesmo que um presente no dia dos namorados agregaria em sua relação, como forma na qual você encoraje seu parceiro(a) pensar que você a reconhece(o). Sorrisos ao andar do shopping, carinhos e abraços nos parques não são sempre provas de amor, por vezes pessoas usam os relacionamentos como âncora para apaziguar seus ânimos e pensamentos que morrerá sozinha ou ficará sozinha, sem ninguém, como se a solidão fosse de fato ruim, precisamos de socialização isso é fato, mas não é uma necessidade vital, não se apegue a isso ou enlouquecerá e será facilmente manipulado por aquele que identificar isso.

Por fim, caso namore, dou-lhe uma dica: use esse dia para mostrar que independente da data, estará lá, durando até o próximo dia ou o fim dos seus dias você será enamorado e não um namorado, pois esse título (quase que nobiliárquico) foi bem estagnado e já não serve necessariamente para uma aliança, que você é enamorado com o mundo, com as pessoas, com a natureza, que amando aos outros, mostrará que sabe amar e mergulharão de cabeça no amor que tens pra dar.

Flávio Lauria

Home > Articulistas > Flavio-lauria

Enamorado

Flávio Lauria

lauriaferreira@hotmail.com


Tenho uma amiga que em uma mensagem pelo WhatsApp, sugeriu-me: no dia dos namorados se curta, se enamore, e fiquei a analisar essa sugestão. Na verdade, quem não tem namorada nesse dia tem que se enamorar mesmo. Seja enamorado! Isso mesmo! Seja enamorado… mostre-se apaixonado, mas não por alguém, por si, pelo mundo, por um motivo além do físico, por pensamentos, palavras, ideais, pela vida!
 
Foto:Reprodução/Shuterstock
    Não há algo mais grandioso e belo que o viver. Preocupe-se menos nesse dia em planejar que o próximo será acompanhado, não sinta raiva ou desprezo por casais já existentes, não se sinta péssimo pelo término no dia dos namorados, ame e fuja do real significado desta data e preze pelo significado que ela deveria ter, você verá tudo ao seu redor tornar-se mais bonito e prazeroso, até esquecerá que tal dia é o dia dos namorados.

Independentemente da data, o conceito e o sentimento envolvidos na comemoração do dia dos namorados são os mesmos em todos os países. A data é uma bela oportunidade para demonstrações de amor e carinho.

Pra alguns, talvez o dia dos namorados seja realmente uma data especial, como o dia dos pais, mães, crianças e todos esse festival de “dias comemorativos” sejam de fato significativos, por um (diversos) momento o comércio conseguiu usar o sentimentalismo ao seu favor para venda de produtos que são correlatos a data: presentes relacionados ao amor e paixão no dia dos namorados e dia das mães; algo “masculino” que exalte essa masculinidade e/ou mais simples no dia dos pais. Estou aqui para falar exclusivamente do dia dos namorados, mas não a data em si, mas seu significado.

Será mesmo que um presente no dia dos namorados agregaria em sua relação, como forma na qual você encoraje seu parceiro(a) pensar que você a reconhece(o). Sorrisos ao andar do shopping, carinhos e abraços nos parques não são sempre provas de amor, por vezes pessoas usam os relacionamentos como âncora para apaziguar seus ânimos e pensamentos que morrerá sozinha ou ficará sozinha, sem ninguém, como se a solidão fosse de fato ruim, precisamos de socialização isso é fato, mas não é uma necessidade vital, não se apegue a isso ou enlouquecerá e será facilmente manipulado por aquele que identificar isso.

Por fim, caso namore, dou-lhe uma dica: use esse dia para mostrar que independente da data, estará lá, durando até o próximo dia ou o fim dos seus dias você será enamorado e não um namorado, pois esse título (quase que nobiliárquico) foi bem estagnado e já não serve necessariamente para uma aliança, que você é enamorado com o mundo, com as pessoas, com a natureza, que amando aos outros, mostrará que sabe amar e mergulharão de cabeça no amor que tens pra dar.

TAG dia dos namoradosnamoradonamoroamorartigoarticulistaFlavio Lauria

ÚLTIMAS NOTÍCIAS
VOCÊ VIU ?